nsc
    nsc

    Conectividade

    Joinville é a quinta cidade mais conectada de SC, mostra estudo

    Compartilhe

    Loetz
    Por Loetz
    14/09/2020 - 10h15
    O estudo mapeou 673 municípios
    O estudo mapeou 673 municípios (Foto: Carlos Junior, Arquivo A Notícia)

    Joinville é a 23 cidade mais conectada do Brasil mostra amplo estudo Connected Smart Cities 2020, feito pela Urban Systems, em parceria com a Necta. Joinville é apenas a quinta cidade mais bem avaliada de Santa Catarina, de acordo com o ranking.

    > Quer receber notícias de Joinville e Norte de SC por WhatsApp? Clique aqui e entre no grupo do A Notícia

    Florianópolis lidera, disparada, no Estado e é a segunda do país, logo depois da líder São Paulo. De Santa Catarina ainda estão na lista das cem mais conectadas, Balneário Camboriú (16); Itajaí (18); Blumenau (19). Estas, à frente de Joinville.

    Completam a lista Chapecó na posição 52; Jaraguá do Sul na de 62; e Itapema em 83 lugar. A região Sul do país emplacou 16 cidades, metade delas é de Santa Catarina.

    Joinville aparece na 16 colocação no quesito tecnologia e inovação; também em 16 lugar em empreendedorismo; e na vigésima colocação no item governança. Apenas em 82 lugar no fator segurança. O ponto mais forte é a economia, em oitavo lugar no país.

    > Joinville é a 15ª cidade mais conectada do Brasil

    O que estes indicadores revelam é que o município mais rico e populoso do Estado tem um razoável caminho a percorrer para se aproximar da capital. Claro que tem surgido ações efetivas nessa direção nos últimos três anos e isso é promissor.

    Se esses indicadores nos dizem algo, a ausência de Joinville entre as cem mais bem avaliadas cidades em relação aos fatores de mobilidade e acessibilidade; urbanismo; saúde; e meio ambiente significam um claro recado aos gestores públicos e à iniciativa privada. Estes são evidentes gargalos do município quando se fala em competitividade para atrair profissionais qualificados.

    > Construtora de Joinville fatura mais de R$ 200 milhões e surge em ranking nacional

    Sim, os moradores sabem das dificuldades crescentes para se deslocar dentro da cidade; de serem atendidos com presteza pelo serviço de saúde sobrecarregado. Também sabem que há deficiências sérias em oferta de esgoto tratado; e a inexistência de parques acolhedores impedem o desfrute de lazer. Certamente estes temas precisam ser debatidos durante a campanha eleitoral para prefeito, neste ano.

    Estudo busca cidades com maior potencial de desenvolvimento  

    O estudo mapeou todos os 673 municípios com mais de 50 mil habitantes, com o objetivo de definir as cidades com maior potencial de desenvolvimento do Brasil. O estudo é composto por 11 principais setores com 70 indicadores avaliados.

    O primeiro lugar ficou, de novo, com São Paulo. Curitiba é a terceira seguida por Campinas (SP) e Vitória (ES). Em sexta colocação está São Caetano do Sul (SP); seguida por Santos (SP); Brasília (DF); Porto Alegre (RS); e Belo Horizonte (MG) em 10º lugar.

    > Perini Business Park vai ganhar datacenter de R$ 20 milhões em Joinville

    A capital catarinense conquistou a primeira colocação região Sul; 2ª posição em cidades com mais de 500 mil habitantes; 3ª em economia; a quarta posição em tecnologia e inovação. Também são destaques as áreas de educação e mobilidade e acessibilidade, figurando em quinto lugar em ambas. No quesito saúde e empreendedorismo Florianópolis surge na posição de número 7; e é a décima melhor cidade brasileira em segurança.

    Os vencedores nacionais por eixo temático são Balneário Camboriú em governança; Curitiba em urbanismo; São Paulo em mobilidade e acessibilidade. No quesito meio ambiente ganhou Santos, e o Rio de Janeiro lidera em empreendedorismo. Em economia Barueri fez mais pontos. Tecnologia e inovação também ficou com São Paulo. Vitória aparece em primeiro lugar em saúde e em educação o destaque é para São Caetano do Sul. O município pernambucano de Ipojuca ganhou em segurança.

    Deixe seu comentário:

    Últimas do colunista

    Loading...

    Mais colunistas

      Mais colunistas