nsc
    nsc

    Pandemia

    Mil trabalhadores da saúde já foram afastados com coronavírus, diz sindicato de Joinville e região

    Compartilhe

    Loetz
    Por Loetz
    24/07/2020 - 11h14
    Profissional da saúde em leito hospitalar
    Profissional da saúde em leito hospitalar (Foto: Leo Munhoz, Arquivo NSC Total)

    Desde o final de março até agora (em quatro meses), os casos de Covid-19 em Joinville e em cidades vizinhas, já causaram o afastamento de mil trabalhadores da área da saúde, principalmente em hospitais. São empregados de unidades privadas, clínicas médicas, clínicas odontológicas laboratórios, que foram infectados, ou que se afastaram do trabalho por serem pessoas que tiveram contato com doentes.

    O número significa 10% dos 10 mil profissionais do setor da saúde nos 11 municípios de abrangência de atuação do Sindicato dos Empregados em Estabelecimentos de Serviços de Saúde de Joinville e região. Em julho, já se constata alta de 50% em relação aos meses anteriores. A informação é do presidente Lorival Pisetta.

    O sindicato está pedindo providências para que as empresas adotem todos os cuidados exigidos pela Vigilância Sanitária para evitar que seus funcionários sejam contaminados. Pisetta relata que atende, diariamente, de 30 a 50 pessoas que reclamam das condições de trabalho.

    Com este quadro, o sindicato encaminhou correspondência, no dia 20 de julho, às empresas para que reconheçam, e paguem, adicional de insalubridade, no grau máximo, de 40%, para todos os trabalhadores, independente de cargo, que atuam diretamente no atendimento a doentes de Covid-19 ,ou que tenham contato com objetos manuseados.

    ​> Receba notícias de Joinville e da região Norte de SC por WhatsApp. Clique aqui e entre no grupo do AN

    Deixe seu comentário:

    Últimas do colunista

    Loading...

    Mais colunistas

      Mais colunistas