nsc
nsc

publicidade

Cenários

O pensamento de Décio da Silva

Compartilhe

Loetz
Por Loetz
16/11/2019 - 10h40

O presidente do conselho de administração do grupo WEG, Décio da Silva, em entrevista exclusiva, demonstra otimismo com o futuro ma economia brasileira, mas condiciona expansão vigorosa e retomada de investimentos diretos à confirmação da aprovação de reformas administrativa, tributária e a privatizações de importantes empresas públicas. Estas, na opinião do líder empresarial, são condições necessárias para haver, de novo, mais otimismo com o país, tanto por parte de empresários nacionais como por parte de investidores estrangeiros. Décio destaca como positivo a reforma trabalhista, que completou dois anos de neste mês, e a promulgação da reforma da Previdência, ocorrida na terça-feira dessa semana, dia 12 de novembro.

- Foi muito importante (a aprovação da reforma da Previdência) para o país não entrar em colapso. Mas é preciso acompanhar o que ainda vem pela frente em relação a outras reformas. O presidente da Câmara de Deputados, Rodrigo Maia disse, recentemente, que deseja colocar em votação - e aprovar - a reforma tributária no primeiro semestre de 2020.

Para isso ser minimamente viável será criada uma comissão mista, formada por parlamentares da Câmara de Deputados e do Senado Federal porque há propostas distintas em análise nas duas Casas do Legislativo federal. Haverá um esforço conjunto no sentido de harmonizar as sugestões num texto único.

O empresário entende que a reforma tributária é fundamental e deve assegurar a simplificação do sistema tributário; dar mais segurança jurídica aos empreendedores; ser neutra do ponto de vista fiscal sem privilegiar alguns setores em detrimento de outros. E, claro, não pode haver aumento da carga tributária.

Décio ainda faz um alerta: - é necessário abrir a economia brasileira, mas isso deve ser feito de maneira gradual, de forma horizontal e com negociação direta país a país.

- Se alguma coisa tem de ser protegida é a nova tecnologia, o desenvolvimento de softwares, a inteligência artificial.

A WEG aposta em alguns grandes campos de negócios: energias renováveis; eficiência energética; geração de energia através de queima de lixo, mobilidade elétrica e indústria 4.0..

Deixe seu comentário:

Cláudio Loetz

Colunista

Loetz

Claudio Loetz é um dos mais renomados colunistas de economia do Sul do Brasil. Com textos analíticos e informativos, é a principal fonte de informação para os interessados em negócios em Joinville e região.

siga Loetz

Cláudio Loetz

Colunista

Loetz

Claudio Loetz é um dos mais renomados colunistas de economia do Sul do Brasil. Com textos analíticos e informativos, é a principal fonte de informação para os interessados em negócios em Joinville e região.

siga Loetz

publicidade

publicidade

publicidade

publicidade