nsc
    nsc

    Trabalho

    Pedidos de seguro-desemprego crescem 24% em Joinville em 2020

    Compartilhe

    Loetz
    Por Loetz
    20/07/2020 - 09h53 - Atualizada em: 20/07/2020 - 09h54
    São 20 mil pedidos de seguro desemprego no primeiro semestre
    São 20 mil pedidos de seguro desemprego no primeiro semestre (Foto: Salmo Duarte, Arquivo AN)

    Em junho, 3.048 trabalhadores de Joinville pediram seguro-desemprego. No mês anterior tinham sido 2.458. No acumulado do primeiro semestre o número chega a 20.536, enquanto que de janeiro a junho de 2019 o total de requerimentos foi de 15.590. O aumento, no período de um ano, é de 24%.

    Os dados recolhidos pelo Cepat, mostram bem a situação do agravamento da crise econômica, agora como efeito do novo coronavírus, que provocou queda generalizada nas atividades econômicas desde março. 

    A comparação mês a mês indica salto no número de requisições do benefício no mês de abril deste ano: 4.668 contra 2.796 em igual mês do ano passado. Em maio, o salto ainda foi maior: foram 5814 neste ano, contra 2.909 em maio de 2019. 

    Assim, abril e maio foram os meses de pico das demissões nas indústrias, no comércio e em atividades de serviços na mais populosa cidade catarinense. Já em junho, no comparativo do mês para os anos de 2019 e 2020, a diferença foi bem menor: 2.458 em 2019 e 3.048 em 2020. 

    O relatório do Cepat ainda informa que o número de vagas captadas caiu drasticamente a partir de abril, em linha com a forte retração da atividade econômica como um todo.

    Assim, nos três primeiros meses deste ano, o Cepat captou 315 vagas de trabalho, com distribuição bem uniforme: 104 em janeiro; mais 104 em fevereiro, novamente, com março fechando em 107. Mas em abril foram captadas apenas 33, caindo para 13 em maio, e no último mês do primeiro semestre foram só 14.

    Isso significa que o momento mais dramático para os trabalhadores já deve ter passado, embora nada sugira que a crise econômica acabe tão cedo: está atrelada aos desdobramentos da crise sanitária e das repercussões que a Covid-19 provocarem daqui em diante nos negócios.

    ​> Receba notícias de Joinville e da região Norte de SC por WhatsApp. Clique aqui e entre no grupo do AN

    Deixe seu comentário:

    Últimas do colunista

    Loading...

    Mais colunistas

      Mais colunistas