nsc
nsc

Tecnologia

Setor de tecnologia tem 5 mil empreendedores e fatura R$ 2,6 bilhões em Joinville

Compartilhe

Loetz
Por Loetz
12/08/2020 - 10h58
Joinville já surge como o quinto município brasileiro com maior produtividade
Joinville já surge como o quinto município brasileiro com maior produtividade (Foto: Cristiano Estrela, Arquivo NSC ​)

A região Norte de Santa Catarina, com evidente destaque para Joinville, concentra 18,7% das empresas de tecnologia de todo o Estado. São 2.275 companhias ativas, segundo levantamento feito pela Associação Catarinense de Tecnologia, a Acate. Em Joinville há 5 mil empreendedores.

> Quer receber notícias de Joinville e Norte de SC por WhatsApp? Clique aqui e entre no grupo do A Notícia

Joinville também já aparece na décima colocação entre as cidades brasileiras com maior número de empresas de TI por habitante. A proporção é de 2,4/mil.

Outro dado relevante do estudo mostra que o segmento fatura R$ 2,6 bilhões por ano (2019), o que significa 14,6% do total apurado pelo conjunto das empresas catarinenses do setor.

Mais importante ainda é outra informação extraída do relatório da Acate: Joinville já surge como o quinto município brasileiro com maior produtividade: R$ 70 mil por trabalhador, apesar de que, em 2018, a produtividade era maior: R$ 95 mil por empregado.

A participação do emprego do setor de tecnologia, em Joinville, ainda não é tão expressiva, mas vem evoluindo, e, no ano passado, chegou a 17,6% do total de trabalhadores da cidade. Isso quer dizer que para cada seis trabalhadores joinvilenses, um atua na área de tecnologia - e este número cresceu 7% de 2018 para 2019.

> Empresas das obras do Mathias entregam defesa e contestam prefeitura de Joinville

Em todo o Estado há mais de 12 mil empresas de tecnologia que, juntas, faturaram R$ 17,7 bilhões no ano passado. A área empregava 56.500 trabalhadores, gerando 3.400 empregos em 2019. mas, em abril de 2020 - pico da crise da pandemia do novo Coronavírus - houve mil desligamentos: o levantamento da Acate indica que os impactos da atual crise foram altos e muito altos para um quarto do total das companhias.

Um fator preocupante é o que trata da qualificação de profissionais. A demanda vai aumentar; e, por isso, vai faltar gente qualificada no mercado. Um ponto de atenção considerado pela pesquisa se situa na formação acadêmica: só 11% dos alunos de Engenharia terminam o curso. Para atenuar um pouco esse problema, Santa Catarina é o segundo Estado com maior percentual de alunos de ensino superior em cursos voltados a competências de tecnologia, com 34.700 matrículas.

Cláudio Loetz

Colunista

Loetz

Claudio Loetz é um dos mais renomados colunistas de economia do Sul do Brasil. Com textos analíticos e informativos, é a principal fonte de informação para os interessados em negócios em Joinville e região.

siga Loetz

Cláudio Loetz

Colunista

Loetz

Claudio Loetz é um dos mais renomados colunistas de economia do Sul do Brasil. Com textos analíticos e informativos, é a principal fonte de informação para os interessados em negócios em Joinville e região.

siga Loetz

Mais colunistas

    Mais colunistas