nsc
nsc

publicidade

Cartão de crédito

Vai aumentar a fiscalização 

Compartilhe

Loetz
Por Loetz
01/12/2019 - 11h10 - Atualizada em: 01/12/2019 - 11h09

A partir do começo de 2020, a fiscalização da Fazenda estadual vai apertar o cerco sobre o recolhimento de ICMS nas operações feitas via cartão de crédito. Haverá um acompanhamento bem mais estrito sobre os valores declarados pelas operadoras de cartão confrontados com o faturamento dos estabelecimentos nos quais são feitas as compras por parte dos consumidores.

- Com as comparações feitas vamos dar um prazo de seis meses para que os empresários façam os ajustes e paguem as diferenças que forem detectadas, avisa o secretário Paulo Eli.

Um dos principais objetivos do Fisco estadual para próximo ano é conseguir zerar o déficit mensal das contas públicas do Estado. Se em 2018, o déficit mensal foi de 220 milhões, e um ano depois caiu para R$ 100 milhões/mês, Eli acredita ser possível zerar as pendências até setembro próximo. Ele aponta três fatores para isso se tornar realidade: progressiva redução dos valores de renúncia fiscal; fiscalização mais intensa sobre os contribuintes; e, ainda, espera maior desenvolvimento da economia.

Nas últimas semanas, Eli travou batalha com troca de notas públicas, com lideranças empresariais em torno do que significa sonegação.

Deixe seu comentário:

Cláudio Loetz

Colunista

Loetz

Claudio Loetz é um dos mais renomados colunistas de economia do Sul do Brasil. Com textos analíticos e informativos, é a principal fonte de informação para os interessados em negócios em Joinville e região.

siga Loetz

Cláudio Loetz

Colunista

Loetz

Claudio Loetz é um dos mais renomados colunistas de economia do Sul do Brasil. Com textos analíticos e informativos, é a principal fonte de informação para os interessados em negócios em Joinville e região.

siga Loetz

publicidade

publicidade

Mais colunistas

publicidade

publicidade