nsc
    nsc

    publicidade

    Sonho realizado

    Advogado catarinense revela detalhes de seu encontro com o Papa Francisco

    Compartilhe

    Moacir
    Por Moacir Pereira
    28/12/2018 - 06h00
    Papa e Francisco Fernandes Pacheco
    (Foto: )

    O advogado catarinense Francisco Carlos Fernandes Pacheco foi recebido no Vaticano, quando entregou um livro sobre a Irmandade do Senhor dos Passos ao Papa Francisco. Realizou um sonho de criança de assistir à Missa do Galo e recebeu outras homenagens.

     

    Como foi seu encontro com o Papa Francisco no Vaticano?

    Francisco Fernandes Pacheco – Foi realmente emocionante. Eu me dirigi a Roma para participar da Missa do Galo, um sonho desde criança. Tive o privilégio de receber convite para a festividade de encerramento dos funcionários da Santa Sé e do Vaticano. Ali, tive a honra de me encontrar com o Santo Padre e entregar-lhe pessoalmente um exemplar do livro sobre a Irmandade do Senhor dos Passos. Na Missa do Galo seria impossível porque há um ritual, um protocolo muito rigoroso. 

     

    Houve algum diálogo no encontro?

    Pacheco – Sim!  Ele mostrou-se impressionado com a imagem do Senhor dos Passos, grande, na capa do livro. Pediu informações sobre a instituição e me indagou do que se tratava. Tive, então, a oportunidade de explicar que se tratava da mais antiga organização religiosa caritativa de Florianópolis. A partir dali, a Santa Sé me autorizou a usar a opa da Irmandade durante a Missa do Galo, juntamente com representantes de pessoas de incontáveis instituições do mundo inteiro. Foram momentos emocionantes e inesquecíveis.

     

    O senhor pediu interferência de alguma autoridade católica daqui?

    Pacheco – Não, apenas manifestação minha de assistir à Missa do Galo. O Vaticano me enviou um convite oficial em 2017, que não foi possível atender porque meu pai estava com problemas de saúde. Enfatizo que é muito fácil chegar à Santa Sé. Tanto que no domingo assisti ao Angelus, ouvindo a homilia do Papa Francisco, com a Praça totalmente lotada.

    publicidade