nsc
nsc

publicidade

Política

Catarinenses vão às ruas para protestar contra STF

Compartilhe

Moacir
Por Moacir Pereira
18/11/2019 - 09h03 - Atualizada em: 18/11/2019 - 10h52
Supremo Tribunal Federal é a maior instância do Poder Judiciário Brasileiro
(Foto: Divulgação)

Nesse feriadão, milhares de manifestantes voltaram as ruas de Florianópolis, tomando parte da Beira-Mar Norte, para pedir o impeachment de ministros do Supremo Tribunal Federal. Eventos semelhantes registraram-se em várias cidades catarinense e capitais brasileiras.

No alvo principal dos protestos, os ministros Dias Tófoli e Gilmar Mendes, os poderosos do STF que trabalham pelo fim da Lava Jato, lideraram as ações pelo fim da prisão dos condenados em segunda instância. Foram atingidos por denúncias graves de envolvimento em irregularidades pessoais, empresariais e familiares.

Em cidades catarinenses, os manifestantes fizeram o enterro simbólico desses ministros e do próprio Supremo Tribunal Federal.

Com faixas, cartazes e palavras de ordem, os participantes dos protestos na Capital encerraram o roteiro na sede da Policia Federal, outra vez pedindo o impeachment dos ministros Dias Tófoli e Gilmar Mendes.

Em Balneário Camboriu, houve protesto aéreo. Um avião sobrevoou a praia exibindo uma faixa “Lula ladrão tem lugar é na prisão”. Esta mesma crítica, que se repetiu em coro durante atos públicos, aconteceu também de avião em praias do sul do Estado.

Ouça o comentário:

Ainda não é assinante? Assine e tenha acesso ilimitado ao NSC Total, leia as edições digitais dos jornais e aproveite os descontos do Clube NSC.

Moacir Pereira

Colunista

Moacir Pereira

Principal nome do jornalismo político catarinense, é respeitado pela classe assim como nos campos empresarial e jurídico. A exclusividade de suas notícias se reflete na sua credibilidade.

siga Moacir Pereira

Últimas do colunista

Loading interface...
Moacir Pereira

Colunista

Moacir Pereira

Principal nome do jornalismo político catarinense, é respeitado pela classe assim como nos campos empresarial e jurídico. A exclusividade de suas notícias se reflete na sua credibilidade.

siga Moacir Pereira

publicidade

publicidade

Mais colunistas

    publicidade

    publicidade

    Mais colunistas