nsc

publicidade

Moacir

Política

Expulsão tiraria dois deputados fortes do PSL, na avaliação das lideranças do partido

Compartilhe

Por Moacir Pereira
21/08/2019 - 20h13

O pedido de expulsão do PSL dos deputados estaduais Jessé Lopes e Ana Campagnolo, feito pelo governador Carlos Moisés da Silva, gerou nova crise no partido em Santa Catarina. Quando o pedido foi feito, o deputado federal Daniel Freitas entrou no circuito, conversou com o presidente estadual, Fábio Schiochet, procurando uma negociação para evitar o pior.

Lideranças do PSL entendem que a expulsão dos dois deputados bolsonaristas vai cancelar dois parlamentares com atuação firme em defesa do governo federal na Assembleia Legislativa e nas redes sociais.

O presidente Fábio Schiochet negou que o pedido de Moisés tenha sido formalizado. Mas no plenário da Assembleia Legislativa nesta quarta-feira (21) à tarde, Jessé Lopes relatou que a solicitação da punição aconteceu.

Ele recebeu a solidariedade dos parlamentares que ouviram atentamente seus relatos.

Jessé Lopes e Ana Campagnolo ficaram na esquerda do governador desde que apoiaram os agricultores catarinenses na polêmica do aumento do ICMS em 17% sobre os defensivos agrícolas.

O problema agrícola será analisado nesta quinta (22), a partir das 13h30min, na Casa da Agronômica, entre os governador e os presidentes das quatro principais entidades ligadas a agricultura catarinense.

publicidade