nsc
    nsc

    Estatal da energia elétrica

    Governador Carlos Moisés admite a privatização da Celesc

    Compartilhe

    Por Moacir Pereira
    12/12/2019 - 08h51 - Atualizada em: 12/12/2019 - 16h07
    Carlos Moisés da Silva, governador de Santa Catarina(Foto: Tiago Ghizoni/NSC Total)
    Carlos Moisés da Silva, governador de Santa Catarina(Foto: Tiago Ghizoni/NSC Total)

    O Conselho de Administração da Celesc Distribuição estará reunido nesta quinta-feira (12), às 14h, para deliberar sobre o projeto do presidente Cleicio Poleto e do novo governo de cancelamento da eleição do Diretor Comercial pelos empregados, experiência executada há três anos.

    A nova Diretoria encomendou um parecer na Procuradoria Geral do Estado para anular a eleição do Diretor Antônio Linhares, mas na última reunião do Conselho a manifestação jurídica foi rejeitada. O conselheiro Leandro Nunes da Silva contestou o documento, entregando outro parecer, em sentido contrário, de advogado independente.

    Nunes da Silva tem publicado boletins contra a pretensão do presidente Cleicio Poleto, enfatizando a legalidade da escolha do Diretor Comercial. A questão da privatização da Celesc ganhou novo capítulo com a posição do governador Carlos Moisés da Silva.

    Nas redes sociais, indagado quando ele privatizaria a estatal, o governador respondeu:  “No momento certo. Fazer fora de hora desvaloriza o ativo”.

    Leia as últimas notícias do NSC Total

    Assine o NSC Total para ter acesso ilimitado ao melhor conteúdo de Santa Catarina e aproveitar os descontos do Clube NSC.

    Últimas do colunista

    Loading...

    Mais colunistas

      Mais colunistas