nsc
    nsc

    IMPOSTO DE CONSERVAÇÃO

    Justiça nega liminar sobre taxa ambiental de Governador Celso Ramos

    Compartilhe

    Por Moacir Pereira
    03/12/2019 - 11h31 - Atualizada em: 03/12/2019 - 13h50
    Gov Celso Ramos
    Foto: Marco Favero

    O juiz Yannick Caubet, da 2ª Vara Civil de Biguaçu, negou a concessão de liminar feita pelo deputado Ivan Naatz para suspensão da Taxa de Preservação Ambiental no município de Governador Celso Ramos.

    O parlamentar ingressou com ação popular contra a cobrança daquela taxa. Em Bombinhas, o requerido também foi negado.

    Na ação sobre Governador Celso Ramos, o autor questionou o processo de licitação. A Justiça acolheu o parecer do Ministério Público, que mostrou que a empresa vencedora apresentou preço quase 8% abaixo do total estimado no certame.

    De acordo com o prefeito de Celso Ramos, a decisão preliminar da Justiça catarinense está sintonizada com o entendimento do STF (Supremo Tribunal Federal). Por unanimidade, os ministros da 2ª Turma do STF (Supremo Tribunal Federal) decidiram que a cobrança da TPA em Bombinhas é constitucional. O julgamento no plenário virtual foi encerrado no dia 7 de novembro.

    Leia as últimas notícias políticas no NSC Total​ Ainda não é assinante? Assine e tenha acesso ilimitado ao NSC Total, leia as edições digitais dos jornais e aproveite os descontos do Clube NSC.

    Últimas do colunista

    Loading...

    Mais colunistas

      Mais colunistas