nsc
    nsc

    Obituário

    Morre ex-secretário estadual da Fazenda, Antônio Carlos Vieira

    Compartilhe

    Por Moacir Pereira
    15/10/2019 - 14h10 - Atualizada em: 15/10/2019 - 16h54
    (Foto: Miriam Zomer / Agência AL)

    Faleceu na tarde desta terça-feira em Florianópolis o ex-secretário da Fazenda, ex-deputado estadual Antônio Carlos Vieira, um dos profissionais da fiscalização da fazenda mais respeitados e premiados em Santa Catarina. Tinha 78 anos de idade. Foi secretário da Fazenda no governo Esperidião Amin e nos últimos anos atuou como secretário da Fazenda da Prefeitura de São José.

    Sério, ético, altamente qualificado, realizou gestões históricas, com recuperação das finanças públicas e adoção de diretrizes e regras rigorosas em relação a destinação dos recursos públicos. Vierão nasceu no dia 30 de agosto de 1941 em Florianópolis. Filho de Francisco Vieira e de Helena Di Concilio Vieira.

    Completou sua formação na terra natal, o primário (Grupo Escolar Lauro Muller); o ginasial (Instituto Estadual de Educação Dias Velho), Técnico em Contabilidade (Escola Técnica do Comércio de Florianópolis) e Bacharelado em Economia (Faculdade de Ciências Econômicas Universidade Federal de Santa Catarina - UFSC).

    Foi casado com Neusa Maria Schmidt Vieira, com quem teve os filhos: Christiane, Sandra, Carlos Eduardo e Luciane.

    Concursado em 1963, passou a exercer a função de Fiscal de Tributos Estaduais, da Secretaria de Estado da Fazenda. Na carreira, assumiu os postos de: Inspetor Regional de Tributos Estaduais, em Curitibanos (1967), em Joaçaba (1968) e Itajaí (1969); Diretor de Divisão de Fiscalização, na Coordenação de Fiscalização e Tributação (1971); Coordenador do Tesouro (1975) e Coordenador de Fiscalização e Tributação (1979).

    Ocupou ainda os seguintes cargos:

    Diretor Presidente do Banco do Estado de Santa Catarina (BESC S.A) – Crédito Imobiliário, 1983-1986;

    Diretor Vice-Presidente do BESC, 1983-1985;

    Diretor Econômico-Financeiro do BESC, 1983;

    Diretor da Companhia de Desenvolvimento do Estado de Santa Catarina (CODESC), 1986-1987;

    Secretário de Finanças da Prefeitura Municipal de Florianópolis, 1997, 1998 e 1989;

    Assessor Técnico do Senado, 1995-1996;

    Diretor Econômico-Financeiro das Centrais Elétricas de Santa Catarina (CELESC), 1994;

    Presidente da Companhia de Melhoramentos da Capital (COMCAP), 1989;

    Secretário de Estado da Fazenda, 1999-2002.

    Sócio fundador e membro efetivo do Instituto Catarinense de Estudos Tributários (ICET).

    Pelo Partido Progressista (PP), foi eleito Deputado Estadual à Assembleia Legislativa de Santa Catarina, com 32.042 votos, e participou da 15ª Legislatura (2003-2007).

    Pelo mesmo partido concorreu à reeleição em 2006, com 32.042 votos, ficou Suplente, foi convocado para a 16ª Legislatura (2007-2011) e assumiu em 28 de outubro de 2010.

    No exercício da função, apresentou 404 proposições no Parlamento, entre elas, o PL./0455.6/2005, transformado na Lei no 13.707/2006, que dispõe sobre a isenção de ICMS na aquisição de automóveis por pessoas portadoras de deficiências físicas e seus representantes legais.

    Últimas do colunista

    Loading...

    Mais colunistas

      Mais colunistas