nsc

publicidade

Últimos dias

Previdência promete gerar controvérsias na Alesc

Compartilhe

Moacir
Por Moacir Pereira
30/11/2019 - 07h00

A Assembleia Legislativa concluiu esta semana as atividades de novembro e prepara-se agora para o calendário politico do último mês do ano, com previsão de polêmica política. Além de novos projetos do Executivo, que serão encaminhados nos próximos dias, a projeção é de muita controvérsia sobre o projeto da reforma da Previdência. Antes mesmo de divulgado o conteúdo da emenda constitucional, surgem as primeiras manifestações, relacionadas à total falta de transparência.

O governador Carlos Moisés da Silva (PSL) costuma abrir o jogo e revelar a motivação, os prazos e a ação coletiva com outros estados na apresentação da proposta da reforma.  Mas o presidente do Instituto de Previdência (Iprev), Kliver Schmitt, ao contrário do governador, fechou-se em copas e nega qualquer informação sobre o conteúdo do projeto.

O presidente da Associação Catarinense do Ministério Público, Marcelo Gomes Silva, critica este caráter secreto dos estudos do Iprev:

– Não obstante não termos acesso ao texto que está sendo elaborado, de início julgamos essencial que um tema dessa importância e com impacto tão profundo na vida pessoal e profissional de milhares de servidores públicos, seja amplamente debatido com todos os setores envolvidos.

Prossegue:

– Somente mediante a discussão serena, democrática e sem atropelos poderá se chegar a um consenso, que de um lado mantenha a previdência viável e, de outro, respeite aqueles que dedicam as vidas ao serviço público e que guardam a justa expectativa de verem os direitos respeitados, evitando retrocessos.

Mantido o sigilo, fica toda a discussão transferida para a Assembleia Legislativa. Como o mês de dezembro é curto e costuma fechar o calendário parlamentar com projetos de impacto, como o orçamento, todos os debates serão concentrados no Palácio Barriga Verde. Começando com a redução de proventos e pensões. E, segundo os especialistas, com ênfase para a questão jurídica do “direito adquirido”.

Cultura

Outorga do Prêmio Cruz e Sousa
(Foto: )

A outorga do Prêmio Cruz e Sousa, no Cinema do CIC, foi marcada por um protesto e reivindicação dos servidores da Fundação Catarinense de Cultura. Eles exibiram duas faixas em que criticam o silêncio do governo em relação à equivalência salarial prevista no artigo 157 da reforma administrativa

aprovada no inicio do ano. Alegam que constituem o único segmento sem equiparação desde 2013 no funcionalismo estadual. Também estão apelando aos deputados pela melhoria na Lei Orçamentária.

Facada da Unimed

Professores e servidores da Universidade Federal de Santa Catarina estão recebendo uma surpreendente facada da Unimed, a cooperativa que há anos dá assistência médico-hospitalar. Os valores da contribuição, no geral, foram reajustados em 100%, em especial para os que têm mais de 50 anos.

A reitoria alega que o primeiro leilão, que previa os critérios vigentes há anos, resultou deserta. E que no segundo pregão, a Unimed exigiu as novas condições com reajustes escorchantes.

Autismo

O jovem Marcos Petry, de Vidal Ramos, que levantou duas vezes o grande público na solenidade de entrega da Medalha do Mérito Legislativo, discursando e cantando o Hino do Autismo, está com novo livro para ser lançado, intitulado “Memórias de um autista por ele mesmo”. Petry tem feito palestras, mantém um site de conteúdo humano e mostrou da tribuna da Assembleia como é possível evitar preconceitos contra deficientes.

(I)Mobilidade

O prefeito Gean Loureiro começou a reagir contra o agravamento da imobilidade urbana nas principais vias públicas de Florianópolis. Na última reunião do secretariado deu um soco na mesa, exigindo mais ação e presença da Guarda Municipal. O prefeito quer também urgentes estudos sobre o tráfego de veículos na Ilha.

Há intervenções que podem melhorar o trânsito, que vive travado na Beira-Mar Norte, entre o Viaduto Kleinübing e a Praça Celso Ramos. Tudo parado e ninguém faz nada.

Reversão

O prefeito Udo Döhler (MDB) agiliza os projetos de pavimentação e recuperação das principais ruas de Joinville. A buraqueira e os problemas nas estradas provocaram desgaste político. Esta semana, o prefeito lançou um novo pacote com assinatura de 50 ordens de serviços só para restauração de vias públicas. Este é o calcanhar da Aquiles da gestão.

Na educação, Joinville vai muito bem. E a saúde é outro destaque, com 41% da receita destinada ao setor, recorde em SC.

Os melhores

Deputado Gilson Marques (Novo) e senador Jorginho Melo (PL) foram os destaques de SC no “Ranking dos Políticos” divulgado esta semana em Brasília. Marques, 38 anos, primeiro mandato, despontou em 3º lugar na avaliação geral de todos os parlamentares brasileiros. Melo ficou na 16ª posição no geral e em 1º lugar como “melhor senador do Brasil”. Entre os mais destacados catarinenses estão na lista Rodrigo Coelho (PSB, 12º), Caroline de Toni (PSL, 19º), Coronel Armando (PSL, 31º), Daniel Freitas (PSL, 47º) e Carmen Zanotto (Cidadania, no 62º lugar).

Lançamento

Cantora lírica e popular, a soprano Rute Gleber receberá homenagens dia 3 de dezembro no Museu Cruz e Sousa. Será lançado livro sobre a trajetória dela. Obra escrita e editada pela jornalista Ana Lavrati.

CURTAS

Carmem Zanotto (Cidadania) deverá concorrer à prefeitura de Lages em 2020. É a candidata do deputado Marcius Machado (PSB).

Adircélio Moraes Ferreira Junior foi reeleito para a diretoria do Atricon e eleito secretário-geral do Conselho Nacional dos Tribunais de Contas no 1º Congresso Internacional dos Tribunais de Contas.

Livro do saudoso professor Norberto Ungaretti será lançado dia 4 de dezembro, às 19h, no Cine Mussi, em Laguna.

Moacir Pereira

Colunista

Moacir Pereira

Principal nome do jornalismo político catarinense, é respeitado pela classe assim como nos campos empresarial e jurídico. A exclusividade de suas notícias se reflete na sua credibilidade.

siga Moacir Pereira

Moacir Pereira

Colunista

Moacir Pereira

Principal nome do jornalismo político catarinense, é respeitado pela classe assim como nos campos empresarial e jurídico. A exclusividade de suas notícias se reflete na sua credibilidade.

siga Moacir Pereira

publicidade

publicidade

Mais colunistas

publicidade

publicidade