nsc
    nsc

    Saída

    Ralf Zimmer renuncia à presidência da Associação dos Defensores Públicos de SC

    Compartilhe

    Por Moacir Pereira
    13/01/2020 - 22h26 - Atualizada em: 14/01/2020 - 08h36

    O autor do pedido de impeachment do governador Carlos Moisés da Silva, da vice-governador Daniela Reinehr e do secretário da Administração Jorge Tasca, o defensor público Raul Zimmer Júnior renunciou à presidência da Associação dos Defensores Públicos do Estado.

    A entidade, que tem agora na presidência defensor Talver Ximenes, emitiu uma "Nota de Esclarecimento" em que informa a autoria do pedido de impeachment que "foi feito na condição de cidadão sem contar com o apoio da instituição." Acentuou que a iniciativa é de caráter estritamente pessoal e "jamais refletiu o posicionamento institucional".

    Ouça o comentário no Jornal da CBN:

    O pedido de impeachment do governador, seu vice e do secretário, com a fundamentação e documentos, foi protocolado na Assembleia Legislativa (Alesc), que está em recesso, ao Tribunal de Contas do Estado e ao Ministério Público Estadual.

    Nos pedidos, Ralf Zimmer cita como testemunhas o ministro da Justiça, Sérgio Moro, o Procurador Deltan Dalagnol, Chefe da Força-Tarefa da Lava-Jato, da deputada Janaina Pascoal, que subscreveu e defendeu o impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff, do promotor de Justiça Afonso Ghizzo Neto e do advogado Mário Vicari.

    O pedido será enviado à Procuradoria da Assembleia para análise de sua fundamentação jurídica e dos documentos. Se tiver tramitação normal, começará a ser apreciado a partir de 1º de fevereiro, quando serão reiniciados os trabalhos do legislativo estadual.

    Últimas do colunista

    Loading...

    Mais colunistas

      Mais colunistas