nsc
nsc

Uma tacinha se vinho por dia pode

Dieta e vinho pode ?

Compartilhe

Nara
Por Nara Caviquioli
22/07/2021 - 11h00 - Atualizada em: 22/07/2021 - 17h46
Uma tacinha de vinho para acompanhar essa saladinha verde
Uma tacinha de vinho para acompanhar essa saladinha verde (Foto: Megan Markham no Pexels)

Se você está pensando em fazer uma dieta e não quer deixar de beber aquela tacinha de vinho, aqui você vai encontrar algumas dicas bem interessantes que podem lhe ajudar durante esse momento. Mas lembre-se é importante consultar um especialista em nutrição antes de fazer qualquer tipo de dieta. Atualmente existem inúmeros tipos de dieta e receitas mirabolantes para se perder peso. Por isso é importante acompanhamento de um profissional.

No meu caso por questões de saúde precisei cortar boa parte do excesso de carboidratos, para poder ter um organismo mais saudável. Ok! Cortar carboidratos, mas como não beber mais vinho? Para mim isso seria quase uma missão impossível!

Foi por esse motivo que com a orientação de um nutricionista resolvi pesquisar uma maneira de poder consumir alguns tipos de vinho, que se adequassem melhor a minha dieta, sem fugir da regra de uma taça de vinho por dia.

Primeiro percebi que a maioria dos especialistas que falam sobre o assunto indicam vinho seco, com nível de álcool com volume abaixo de 13,5%. É importante entender que durante todo processo de fermentação do vinho, o açúcar natural da uva é transformado em álcool. Então quanto mais açúcar natural maior o nível álcool por volume. Isso quando se fala de vinho seco, pois vinhos suaves ou doces o processo é diferente.

Durante a pesquisa percebi que não é tarefa fácil saber a quantidade de carboidrato de cada garrafa de vinho, até porque muitos contrarrótulos deixam a desejar quando se trata de informações técnicas sobre o vinho.

É preciso um norte para ajudar nessa escolha na hora da dieta associada ao consumo de vinho. Eu optei por fazer uma pesquisa para saber a estimativa média de carboidrato por uva, não que esses valores sejam exatos, mas podem dar uma ajudinha na hora da escolha do vinho. Então aproveita e dá uma olhadinha também.

*Uvas tintas média aproximada de carboidratos por taça:

Pinot noir: 3,4g de carboidrato por taça

Merlot: 3,7g de carboidratos por taça

Cabernet sauvignon: 3,8g de carboidratos por taça

Syrah: 4g de carboidratos por taça

Primitivo ou Zinfandel: 4,2g de carboidratos por taça

Vinho do Porto: 9g de carboidratos por taça

Xerez/Jerez: 9g de carboidratos por taça

*Uvas brancas média aproximada de calorias por taça:

Sauvignon blanc: 3g de carboidratos

Chardonnay: 3,2g de carboidratos

Pinot grigio: 3g de carboidratos

Pinot gris: 3,8g de carboidratos

Pinot blanc: 3,8g de carboidratos

Lambrusco: 4g de carboidratos

Riesling: 5,5g de carboidratos

White zinfandel: 5,8g de carboidratos

Moscato: 7,8g de carboidratos

*Percentual máximo de açúcar nos vinhos brasileiros:

Vinhos Finos: Seco: até 4g/L Meio seco: de 4 a 25g/L Suave: de 25 a 80 g/L Vinhos Licorosos: Seco: até 20g/L Doce: acima de 20 g/L

Espumantes:

Nature: até 3g/L Extra-brut: de 3 a 8g/L Brut: de 8 a 15g/L Seco: de 15 a 20g/L Meio seco: 20 a 60g/L Doce: acima de 60 g/L

As informações nutricionais dos vinhos são baseadas no canal do Pedro Camargo.

Nara Caviquioli

Colunista

Nara Caviquioli

by @vinhosdemais / Jornalista apaixonada por vinhos, pela história que envolve cada produtor, cada uva, cada Terroir. Encantada por viagens, gastronomia e o poder que tudo isto tem em harmonizar com os vinhos. Pegue uma taça e vamos viajar juntos!

siga Nara Caviquioli

Nara Caviquioli

Colunista

Nara Caviquioli

by @vinhosdemais / Jornalista apaixonada por vinhos, pela história que envolve cada produtor, cada uva, cada Terroir. Encantada por viagens, gastronomia e o poder que tudo isto tem em harmonizar com os vinhos. Pegue uma taça e vamos viajar juntos!

siga Nara Caviquioli

Mais colunistas

    Mais colunistas