nsc
    nsc

    Metodologia Ágil

    Design Sprint: como a sua empresa pode validar e testar ideias com uma metodologia do Google?

    Compartilhe

    NSC
    Por NSC Lab
    11/02/2021 - 13h28
    Metodologias Ágeis: Design Sprint
    Design Sprint: NSC Lab + Google (Foto: Arte NSC Lab)

    Aqui no NSC Lab, somos fissurados por testar novas ideias. Uma das metodologias que utilizamos para decidir se levamos a diante o desenvolvimento de um novo projeto ou produto é a Design Sprint. Uma metodologia colaborativa e ágil utilizada para solucionar problemas e testar ideias em 5 dias.

    Inspirada em práticas adotadas pelo Google no desenvolvimento de novos produtos, esta ferramenta deve ser executada por um time multidisciplinar, com profissionais de design, negócios, tecnologia, pesquisadores e especialistas do problema ou solução a ser trabalhado.

    Design Sprint de 5 dias
    (Foto: )

    Antes de dar início à Sprint, é necessário definir quem irá conduzir o processo – essa pessoa deverá iniciar as atividades da Sprint pelo menos uma semana antes, realizando todo o planejamento das atividades. Ela irá conduzir as atividades e garantir o cumprimento do cronograma.

    Um ponto importantíssimo, é trazer experts no problema para participar da Design Sprint

    Por exemplo: se o tema for sobre educação, convidar professores e estudantes; se for sobre saúde, convidar médicos, enfermeiros ou técnicos; se for sobre mídia e comunicação, convidar jornalistas e publicitários...

    No Lab, quem está conduzindo nossas Designs Sprints é a Juliana Azevedo designer UX/UI, especialista no comportamento do consumidor.

    Ainda na fase do planejamento, é necessário definir algumas regras, como por exemplo:

    Bloquear as agendas dos participantes durante toda a Sprint;

         Não se apegar a primeira ideia;

         Sempre fazer anotações sobre os pontos e ideias que forem surgindo;

         Participar de modo a contribuir o máximo, respeitando e não interrompendo a fala dos colegas.

    *A metodologia foi desenvolvida para ser realizada de maneira presencial. Entretanto, devido ao cenário pandêmico, estamos realizando nossas Designs Sprints em formato remoto, utilizando o MIRO, uma plataforma de trabalho colaborativo (que possui uma excelente versão gratuita).

    Dia 1

    O primeiro dia da Design Sprint é dedicado a definir os objetivos e entender profundamente o problema. Cada participante deve compartilhar sua visão sobre a ideia inicial. Esse alinhamento do time é fundamental. O Desenvolvedor, por exemplo, pode saber de informações importantes que o Designer ainda não tenha conhecimento, e vice versa...

    Dia 2

    O segundo dia é direcionado a geração de ideias e esboço daquilo que enxergamos como solução. A primeira parte desta atividade é realizada individualmente. Os participantes são orientados a coletar insights através de pesquisa e listar as ideias no board colaborativo do MIRO. Na sequência são definidas, de maneira democrática, as melhores soluções a serem desenvolvidas.

    Na Design Sprint mais recente do Lab, começamos o segundo dia discutindo diversas referências e cases de empresas de comunicação, startups e de experiências, como:  NY Times, The Washington Post, Globo, Record, RD Station, Nubank, Disney e Lego.

    Board dia 2 - Design Sprint
    (Foto: )

    Dia 3

    No terceiro dia, o time é dividido em grupos menores, que vão esboçar modelos de solução, de acordo com as ideias e referências trazidas no dia anterior. Os participantes retornam para o grupo completo, apresentam seus esboços e partem para a fase de definição, escolhendo a solução que se tornará o protótipo.

    Ambiente de Trabalho colaborativo
    (Foto: )

    Dia 4

    Com a clareza do caminho a ser seguido, parte-se para a fase de prototipação. Nesse ponto, são definidas as ferramentas necessárias para esse que protótipo se pareça o máximo possível com o resultado final (alta fidelidade), obedecendo o tempo disponível.

    Confira: os 12 melhores filmes e séries sobre futuro e tecnologia

    Dia 5

    Esse é o dia para validar ou invalidar as hipóteses geradas ao longo da sprint. São efetuados testes e entrevistas com potenciais usuários, utilizando o protótipo criado. O objetivo final da Design Sprint é verificar se esse projeto realmente faz sentido e se ele deve receber investimento da empresa para a sua execução.

    Reviews e aprendizados

    Por ser uma metodologia imersiva e muito intensa, é natural que ocorram pequenos atritos, discussões prolongadas e divergências de pensamento. Alguns dias após o encerramento da Sprint, é muito importante reunir os participantes em uma breve reunião para discutir os principais aprendizados, visando a melhoria contínua do processo. 

    *Existe também a possibilidade de realizar a Sprint em 3 ou 4 dias, aplicando algumas adaptações na metodologia. O próprio Google já vem adotando Designs Sprints mais enxutas para desenvolver novos produtos.

    Ramon Cardeal Silva para o NSC Lab

    Deixe seu comentário:

    Últimas do colunista

    Loading...

    Mais colunistas

      Mais colunistas