Deve ser concluída no início do próximo ano o trabalho de restauro do prédio que por quase duas décadas abrigou a Feira de Artesanato na Rua XV de Novembro e que agora pertence à associação que mantém o Colégio Bom jesus Santo Antônio. Pelo menos essa é a previsão da arquiteta responsável pelo serviço, Juliana Tobias.

Continua depois da publicidade

O local está sendo preparado para receber salas de aula. Segundo uma fonte do colégio, elas devem ser usadas por turmas de pós-graduação da FAE, braço do ensino superior da Província Franciscana da Imaculada Conceição do Brasil. Há também a possibilidade de atender a parte administrativa da instituição de ensino.

Destino ao patrimônio

Segundo Juliana, a fachada será preservada e as intervenções internas obedecerão às normas do patrimônio histórico. O prédio em breve será incluído no patrimônio histórico da cidade e não pode ser demolido.

Ele foi erguido na década de 1940 em estilo Art déco, o mesmo usado em diversos casarões da cidade e da Rua XV de Novembro. O projeto foi assinado pelo arquiteto alemão Simão Gramlich, que deixou importante legado arquitetônico em Santa Catarina. Ganhou destaque com os projetos da igreja matriz de Itajaí e da igreja de Gaspar.

Continua depois da publicidade

Destaques do NSC Total