publicidade

Pancho

Cidade

Bom Jesus não poderá demolir prédio que comprou do governo estadual na Rua XV de Novembro

Compartilhe

Por Pancho
18/04/2019 - 15h36 - Atualizada em: 18/04/2019 - 15h36

O Conselho Municipal de Preservação do Patrimônio Cultural Edificado (Cope) de Blumenau rejeitou o pedido de demolição do prédio que por 20 anos foi sede da Feira de Artesanato, no coração da Rua XV de Novembro. O pedido foi feito pela Associação Franciscana de Ensino Senhor Bom Jesus que recentemente comprou o imóvel do governo do Estado.

Na mesma reunião o Cope aprovou a solicitação de abertura do processo de tombamento do prédio feita pelo do Instituto Histórico de Blumenau (IHB). O objetivo é preservar o conjunto de edificações históricas do centro da cidade.

O imóvel foi erguido na década de 1940 em estilo Art déco, o mesmo usado em diversos casarões da cidade e da Rua XV de Novembro. O projeto foi assinado pelo arquiteto alemão Simão Gramlich, que deixou importante legado arquitetônico em Santa Catarina. Ganhou destaque com os projetos da igreja matriz de Itajaí e da igreja de Gaspar.

Planos

A Associação Franciscana de Ensino Senhor Bom Jesus é a mantenedora do Colégio Bom Jesus Santo Antônio. Entrei em contato com a instituição por meio da assessoria de imprensa, mas infelizmente não consegui informações sobre os planos que ela tem para o terreno. Disse apenas que não ainda não foi notificada da decisão do Cope e que aguarda um posicionamento da prefeitura.

Fontes próximas ao colégio dizem que o objetivo é construir um novo prédio para ampliar as instalações do Bom Jesus. O térreo seria usado para ampliar a área de manobra do veículos que levam e trazem os estudantes, diminuindo de alguma forma o impacto causado na fluidez do trânsito da Rua XV de Novembro.

Deixe seu comentário:

publicidade