publicidade

Pancho

Saneamento

Nova Rússia testa alternativa ecológica para a destinação de esgoto na região

Compartilhe

Por Pancho
13/06/2019 - 08h31 - Atualizada em: 13/06/2019 - 08h31
Sistema usa bananeiras plantadas sobre pneus enterrados. Foto: divulgação
Sistema usa bananeiras plantadas sobre pneus enterrados. Foto: divulgação

Partiu do Samae a iniciativa de fazer um importante levantamento na localidade de Nova Rússia, no distrito do Garcia, em Blumenau. Conhecida pelos recantos naturais com cachoeiras, trilhas e muita mata nativa, a região está sendo visitada por um técnico da autarquia que passa em cada imóvel daquele recanto para saber qual destino é dado ao esgoto gerado pela comunidade.

O trabalho deve ser concluído até o fim do mês. Com os dados nas mãos o Samae vai sugerir aos moradores e comerciantes que não dão destino correto aos efluentes que adotem uma solução ecologicamente correta e mais barata que a conhecida fossa e filtro. Trata-se da Tevap, fossa ecológica que é construída com pneus, cascalho, brita, areia e bananeiras e serve para tratar o esgoto que vem dos vasos sanitários, a chamada água negra.

Esquema de construção da fossa ecológica com uso de pneus velhos e bananeiras
Esquema de construção da fossa ecológica com uso de pneus velhos e bananeiras
(Foto: )

Segundo o operador da Estação de Tratamento de Água 3, Humberto da Silva, a Tevap tem inúmeros benefícios. A principal é evitar que que esse esgoto chegue aos ribeirões e polua ainda mais nossos cursos d’água. Na fossa ecológica o material orgânico é decomposto e os nutrientes são absorvidos pelas raízes da bananeira. Além disso, na montagem são usados materiais recicláveis. A Tevap também tem custo de manutenção menor que os métodos mais convencionais.

A alternativa tem sido adotada com sucesso em outras regiões do país que não possuem rede de coleta e tratamento de esgoto, como em áreas rurais. Para o Samae, outra vantagem do sistema é melhorar a qualidade da água captada para tratamento e distribuição.

Esquema de construção da fossa ecológica com uso de pneus velhos e bananeiras
Esquema de construção da fossa ecológica com uso de pneus velhos e bananeiras
(Foto: )

Levantamento

Até o início da semana, 62 imóveis receberam a visita do técnico do Samae. Apenas 8% dão a destinação correta ao esgoto com o sistema de fossa, filtro e sumidouro. Mais da metade até tem fossa ou fossa e filtro, mas a maior parte não faz devida manutenção. Sem limpeza, as paredes podem ser corroídas e o esgoto chega facilmente ao solo.

Primeira fossa está em construção no início da Nova Rússia
Primeira fossa está em construção no início da Nova Rússia
(Foto: )

Durante o trabalho, Humberto encontrou alguém disposto a testar a Tevap. Um morador que está construindo a casa na Nova Rússia topou trocar a fossa convencional pela ecológica. Ainda não foi concluída, mas já serviu para verificar que o modelo está adequado às normas exigidas pela legislação municipal.

Conscientização

Quando o levantamento for concluído, o Samae vai, de alguma maneira, estimular os moradores da região para que adotem o modelo ecológico. A ideia é tentar captar algum recurso em programas de saneamento para, pelo menos, ajudar os moradores a instalar o sistema com pneus e bananeiras.

Com isso, além dos recantos naturais, é possível que uma das regiões mais belas da cidade seja também reconhecida pela consciência ecológica da população e pelos impactos que essa consciência pode ter na qualidade de vida das pessoas e na capacidade de atrair turistas, um dos focos do Plano de Desenvolvimento de Turismo Sustentável que está em andamento na Nova Rússia.

Deixe seu comentário:

Pancho

Pancho

Pancho

O noticiário de Blumenau e região enriquecido com opinião. Política, segurança pública e as polêmicas da região, além da análise, dicas e curiosidades do cotidiano.

pancho@somosnsc.com.br

publicidade

publicidade

Mais colunistas

publicidade

publicidade