nsc

publicidade

Estúdio CBN Diário / Entrevista

Colombo diz que vai processar deputado que o indiciou na CPI

Compartilhe

Renato
Por Renato Igor
03/12/2019 - 17h24 - Atualizada em: 03/12/2019 - 18h37
Raimundo Colombo visitou a obra da ponte nesta terça-feira, 3/12 (Foto: Claudio Thomas, divulgação)
Raimundo Colombo visitou a obra da ponte nesta terça (Foto: Claudio Thomas, divulgação)

O ex-governador Raimundo Colombo disse que vai processar o deputado estadual Bruno Souza (Novo), relator da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que investiga a reforma da Ponte Hercílio Luz. Souza recomendou o indiciamento de Colombo por prevaricação e condescendência criminosa, alegando que o governo do Estado demorou a romper o contrato com a empresa anteriormente responsável pela obra. O ex-governador (2010 a 2018) diz que a acusação não tem fundamento e é eleitoreira.

— É um relatório irresponsável e a gente vai tomar as medidas para punir com aquele que age com interesse eleitoreiro, de aparecer na mídia. Ele não aponta irregularidade moral, ele não fala que houve desvio, porque não teve coragem de colocar. O que ele coloca é que o contrato foi prorrogado no prazo. Essa não era uma a autonomia minha, era do Deinfra, mas eu concordo, pois foi a forma que construímos a peça jurídica para inabilitar a empresa.

Uma coisa de sucesso, uma coisa positiva, em vez de estarmos comemorando a conquista de todos, a gente está tratando de um relatório idiota, feito por um idiota.Raimundo Colombo

Ouça a entrevista de Colombo ao Estúdio CBN Diário desta terça-feira (3):

— É um negócio indecente, absurdo, né? A ponte ficou 30 anos parada, nós fizemos um esforço muito grande, conseguimos concluir a obra, e eu estava de manhã agora discutindo com secretário da época e o pessoal da área jurídica, quem era responsável pela obra era o Deinfra. Muito mais potente do que mudar uma empresa é tirá-la da obra. Esse é o maior contrato rompido pelo governo na história de Santa Catarina.

Nós que rompemos o contrato que tiramos a empresa e conseguimos executar a obra que vai ser entregue no dia 30, somos apontados — não é uma denúncia, é um apontamento, deputado não tem poder de denunciar ninguém, não é polícia, nem indiciar, não é promotor — ele apenas fez um trabalho, e é um trabalho criminoso. Quando você ataca a honra de alguém sem prova, sem razão, você está está cometendo um crime. O maior ladrão que pode existir é quem rouba a honra dos outros

Colombo aproveitou a manhã de sol e céu azul em Florianópolis, nesta terça-feira (2), para conferir o andamento das obras de restauração da Ponte Hercílio Luz. Comemorou a entrega da obra dia 30, embora não tenha conseguido realizá-la em sua gestão, como pretendia, e defendeu que, além da importância história, a Velha Senhora vai ser importante para a mobilidade.

O ex-governador afirma que não foi convidado para a inauguração do aeroporto e, tampouco, para a reinauguração da Ponte Hercílio Luz. Colombo acredita que há relação entre a CPI e Centro Administrativo:

— Parece que todos os indicadores positivos de Santa Catarina não foram conquistados no passado, os números de exportação e os demais indicadores positivos, por exemplo. Parece que tudo de bom começou no dia 1° de janeiro.

Ainda sobre o relatório da CPI, concluiu:

— Criticar a questão administrativa faz parte do jogo, mas ofender a minha honra não. É indecente — concluiu.

Deixe seu comentário:

Renato Igor

Colunista

Renato Igor

Apresentador e comentarista na CBN Diário e NSC TV, Renato Igor faz análises e traz as notícias sobre o que acontece em Santa Catarina e o que influencia os rumos do Estado.

siga Renato Igor

publicidade