nsc
nsc

Economia

Empresas catarinenses assumem compromisso com o manifesto "Não Demita" 

Compartilhe

Renato
Por Renato Igor
15/04/2020 - 10h42 - Atualizada em: 15/04/2020 - 15h52
Risco de demissões preocupa trabalhadores (Foto: Maurício Vieira/Secom)
Risco de demissões preocupa trabalhadores (Foto: Maurício Vieira/Secom)

Uma das principais preocupações dos trabalhadores, hoje, é se manterem no emprego. A crise provocada pela paralisação das atividades econômicas devido às medidas de combate à pandemia do novo coronavírus já provocou a demissão, segundo o Sebrae, de 148 mil pessoas em Santa Catarina. No entanto, 3.294 empresas de todo o país já aderiram ao ''Movimento Não Demita''. O pacto é de não demitir ninguém pelo próximos dois meses. E sem redução de jornada e, tampouco, redução de salário.

O Grupo Nexxera, de Florianópolis e com sede também em São Paulo, aderiu à iniciativa. Todos os 300 colaboradores estão no sistema de home office. A WEG, de Jaraguá do Sul, também assinou o compromisso.

A Cottonbaby, de São José, é outra empresa catarinense que aderiu ao Manifesto Não Demita. A empresa tem 245 colaboradores e parte da equipe atua essa semana na produção de álcool em gel que será distribuído a 14 entidades da região - entre elas o CEPON e o Hemosc. A empresa é especializada em produtos de higiene e beleza.

A mensagem no site do ''Movimento Não Demita'' diz que "A verdade é que precisamos todos uns dos outros e, sob circunstâncias terríveis, estamos finalmente nos dando conta disso. Se você já foi fortemente afetado pela crise ou está passando por dificuldades financeiras na sua empresa e realmente não tem caixa para evitar demissões, ainda assim, pare uns minutos e reflita. Desligar gera um custo imediato, muitas vezes maior que dois meses de salários, e há linhas de crédito e outras soluções que estão sendo criadas todos os dias para ajudar as empresas a atravessar a tempestade. Naturalmente, esse apelo é pelas não demissões em massa, não envolvendo casos de justa causa, mal desempenho, ou mesmo de turnover normal de cada empresa".

BRF, JBS, O Boticário, Microsoft, Alpargatas, Cyrela, Bradesco, Magazine Luiza, Lojas Renner, Natura, entre outras, assumiram o compromisso de não demitirem funcionários.

O movimento é válido até o dia 31 de maio.

Leia mais:

Como ficam as demissões no período de crise do coronavírus

Acesse todas as informações sobre o novo coronavírus

Renato Igor

Colunista

Renato Igor

Apresentador e comentarista na CBN Diário e NSC TV, Renato Igor faz análises e traz as notícias sobre o que acontece em Santa Catarina e o que influencia os rumos do Estado.

siga Renato Igor

Renato Igor

Colunista

Renato Igor

Apresentador e comentarista na CBN Diário e NSC TV, Renato Igor faz análises e traz as notícias sobre o que acontece em Santa Catarina e o que influencia os rumos do Estado.

siga Renato Igor

Mais colunistas

    Mais colunistas