nsc
nsc

Dinheiro público

MP de Contas pede suspensão da compra dos respiradores pelo Governo de Santa Catarina 

Compartilhe

Renato
Por Renato Igor
28/04/2020 - 20h01 - Atualizada em: 29/04/2020 - 08h05
(Foto: Axel Heimken POOL AFP)
(Foto: Axel Heimken POOL AFP)

O Ministério Público de Contas de Santa Catarina (MPC/SC) protocolou, nesta terça-feira (28), representação junto ao Tribunal de Contas do Estado de Santa Catarina (TCE/SC) pedindo a" imediata suspensão" da compra polêmica 200 respiradores que custaram R$ 33 milhões e que ainda não foram entregues. O MPC quer a suspensão do processo de dispensa de licitação 754/2020 e do contrato firmado pela Secretaria Estadual de Saúde. A denúncia é do site The Intercept Brasil.

> ​Em site especial, veja tudo sobre o novo coronavírus

Como medida preventiva, o MPC pede a suspensão do processo e do contrato, a devolução dos valores pagos antecipadamente, a realização de diligências para possível tomada de contas por parte do TCE/SC e compartilhamento das informações com o Ministério Público de Santa Catarina.

"As denúncias por parte da imprensa são muito graves e precisam ser apuradas com urgência. Até que se esclareçam os fatos, precisamos garantir que esse dinheiro retorne aos cofres públicos. Por isso, decidimos protocolar Representação junto ao TCE com pedido de liminar para suspender os efeitos da dispensa de licitação e, consequentemente, do contrato", explica a Procuradora-Geral de Contas, Cibelly Farias.

Renato Igor

Colunista

Renato Igor

Apresentador e comentarista na CBN Diário e NSC TV, Renato Igor faz análises e traz as notícias sobre o que acontece em Santa Catarina e o que influencia os rumos do Estado.

siga Renato Igor

Renato Igor

Colunista

Renato Igor

Apresentador e comentarista na CBN Diário e NSC TV, Renato Igor faz análises e traz as notícias sobre o que acontece em Santa Catarina e o que influencia os rumos do Estado.

siga Renato Igor

Mais colunistas

    Mais colunistas