nsc
nsc

Corte

Observatório Social pede redução de salários na Alesc e no governo de Santa Catarina 

Compartilhe

Renato
Por Renato Igor
19/05/2020 - 11h15 - Atualizada em: 19/05/2020 - 11h22
(Foto: NSC)
(Foto: NSC)

O Observatório Social de Santa Catarina (OS) quer a redução de salários na Assembleia Legislativa (Alesc) e no governo do Estado. O presidente da instituição da sociedade civil organizada que fiscaliza o gasto público, Leomir Minozzo, encaminhou ofício ao presidente da Alesc, deputado estadual Julio Garcia e ao governador Carlos Moisés da Silva.

No documento, ele pede a redução do salário do governador, secretários estaduais e de cargos comissionados em 30%. Na Alesc, a solicitação é para o corte de 50% da verba de gabinete e 30% dos salários dos parlamentares.

A Alesc cortou por 60 dias em 50% a verba de gabinete, congelou os salários até o final do ano mas não houve corte nos salários durante o período de calamidade vivido na pandemia do novo coronavírus.

No Poder Executivo, houve congelamento da folha salarial até o final do ano.

Dos governadores da região sul, diferentemente de seus colegas Ratinho Junior (PR) e Eduardo Leite (RS), que cortaram 30% de seus salários, Carlos Moisés não adotou a medida.

A política, também, é feita de gestos. E gestos são simbólicos.

Acompanhe a entrevista com o presidente do Observatório Social de Santa Catarina, Leomir Minozzo:

Renato Igor

Colunista

Renato Igor

Apresentador e comentarista na CBN Diário e NSC TV, Renato Igor faz análises e traz as notícias sobre o que acontece em Santa Catarina e o que influencia os rumos do Estado.

siga Renato Igor

Renato Igor

Colunista

Renato Igor

Apresentador e comentarista na CBN Diário e NSC TV, Renato Igor faz análises e traz as notícias sobre o que acontece em Santa Catarina e o que influencia os rumos do Estado.

siga Renato Igor

Mais colunistas

    Mais colunistas