nsc
nsc

JUDICIÁRIO

Presidente do TJ critica projeto de redução do duodécimo e defende aumento no repasse 

Compartilhe

Renato
Por Renato Igor
31/01/2020 - 20h13
Novo presidente do TJ não aceita redução do duodécimo (Foto: Fabrício Severino/TJ)
Novo presidente do TJ não aceita redução do duodécimo (Foto: Fabrício Severino/TJ)

O novo presidente do Tribunal de Justiça de Santa Catarina defende o aumento do duodécimo. O desembargador Ricardo Roesler, que tomou posse nesta sexta-feira (31), nem cogita falar em redução do repasse dos atuais 21,88% da receita estadual. Hoje, em entrevista ao Bom Dia Santa Catarina, da NSC TV, surpreendeu quando defendeu o aumento do repasse.

- Não há a mínima possibilidade de se admitir essa redução. Há até a possibilidade de se questionar um aumento- afirmou Roesler.

A declaração vai na contramão daquilo que é defendido pelo governo do Estado. Em 2019, o governador Carlos Moisés tentou um corte linear de 10% no repasse aos poderes e também para Udesc. A intenção do governo era conseguir R$ 400 milhões. O governo tentou reduzir o repasse aos poderes de 21,88% para 19,69%. Houve forte reação e a proposta não prosperou. Depois, o executivo tentou, ainda, aprovar um projeto que determinasse a devolução obrigatória das sobras. Também não evoluiu. Os poderes defendem devoluções voluntárias.

Escute a entrevista do presidente do TJ, desembargador Ricardo Roesler:

Renato Igor

Colunista

Renato Igor

Apresentador e comentarista na CBN Diário e NSC TV, Renato Igor faz análises e traz as notícias sobre o que acontece em Santa Catarina e o que influencia os rumos do Estado.

siga Renato Igor

Renato Igor

Colunista

Renato Igor

Apresentador e comentarista na CBN Diário e NSC TV, Renato Igor faz análises e traz as notícias sobre o que acontece em Santa Catarina e o que influencia os rumos do Estado.

siga Renato Igor

Mais colunistas

    Mais colunistas