nsc
    nsc

    Política

    Tendência é Moisés voltar ao governo de SC

    Compartilhe

    Renato
    Por Renato Igor
    24/10/2020 - 11h42 - Atualizada em: 24/10/2020 - 12h18
    Tribunal de Julgamento ainda irá decidir se Moisés retorna ou não ao cargo
    Tribunal de Julgamento ainda irá decidir se Moisés retorna ou não ao cargo (Foto: Diorgenes Pandini/ NSC)

    A votação de 6 x 4 pela admissibilidade do processo de impeachment de Carlos Moisés da Silva, na madrugada deste sábado, (24) na Assembleia Legislativa (Alesc), aponta para uma tendência de retorno ao cargo do governador que será temporariamente afastado a partir da próxima terça-feira (27). A justificativa está no fato de que Moisés obteve na votação desta madrugada quatro votos favoráveis pelo arquivamento da denúncia contra ele. Para a decisão do mérito no Tribunal de Julgamento, diferente da maioria simples (6 votos) necessária para admissibilidade, serão necessários ⅔ dos votos (7) para a condenação que o levaria a ter o mandato cassado. 

    Neste cenário, caso os desembargadores Carlos Alberto Civinski, Sérgio Rizelo, Cláudia Lambert de Faria e Rubens Schulz mantiverem seus votos, Moisés será inocentado e voltará ao governo.

    O que fortalece essa tendência é o fato dos quatro desembargadores terem apresentado seus votos com forte embasamento jurídico, muita convicção e indo ao mérito da questão. Que tipo de fato novo poderia mudar a posição dos magistrados nesse processo? O mérito da equiparação salarial entre procuradores do Estado e da Alesc ? Difícil, mesmo que seja considerado o ato ilegal, é preciso vinculá-lo ao gobvernador Moisés e a sua responsabilidade no gesto.

    O advogado de Carlos Moisés, Marcos Probst, irá pedir para que não se espere pelos 180 dias e que o julgamento seja antecipado.

    >Juiz determina volta às aulas em escolas particulares de Santa Catarina

    Respiradores

    É verdade que há o Tribunal de Julgamento para o caso dos respiradores e do hospital de campanha. Mas há que se considerar que Daniela Reinehr não é denunciada neste processo e o governo terá a oportunidade de atrair apoio. O primeiro a ser procurado deve ser o MDB. 

    Deixe seu comentário:

    Últimas do colunista

    Loading...

    Mais colunistas

      Mais colunistas