nsc
nsc

Análise

Avaí decepciona mais uma vez e empata com o Brusque

Compartilhe

Roberto
Por Roberto Alves
03/09/2021 - 21h23 - Atualizada em: 03/09/2021 - 21h29
Avaí perdeu pênalti e ficou no empate com o Brusque na noite desta sexta-feira no Augusto Bauer
Avaí perdeu pênalti e ficou no empate com o Brusque na noite desta sexta-feira no Augusto Bauer (Foto: Lucas Gabriel Cardoso/Brusque FC)

Está cada vez mais difícil para o Avaí chegar ao G-4 da Série B. Incrível que o time da Capital jogou um tempo inteiro da partida contra o Brusque com um jogador a mais - o goleiro Zé Carlos foi expulso no começo da etapa final no Augusto Bauer. Ainda assim o Avaí não foi o gol.

> Receba notícias de Florianópolis e região no seu WhatsApp

O time teve mais de 60% de posse de bola, criou poucas chances e não marcou. O empate foi um resultado muito ruim para o Avaí. Fica um gosto amargo para um jogo em que precisava fazer os três pontos na Série B do Brasileiro. 

Para completar a noite de sexta-feira (3) nada positiva, o lateral Edilson se deu ao luxo de perder um pênalti. Após o terceiro jogo sem vitória, começa novamente o questionamento: por que o time não consegue ser decisivo? Alterações foram feitas, mas não resolveram. 

> O Avaí não teve competência pra vencer em Brusque

Faltou mais objetividade ao Avaí

O Avaí não teve objetividade no jogo. No primeiro tempo o time errou demais até os 20 minutos. Cresceu pelo lado direito com Edilson e Copete entrando no jogo. 

O segundo tempo foi todo do Avaí, até pelas circunstâncias. O Brusque se segurou com dez jogadores em campo a partir da expulsão do goleiro Zé Carlos. Ainda assim teve chance e também não concluiu.

> Cartola FC: 19ª rodada tem apenas cinco partidas válidas

Penso que a intranquilidade foi muito forte no Avaí depois da perda do pênalti. Os erros voltaram a se acentuar mesmo os lances ocorrendo e a falta de definição é impressionante. 

Jogadores com falta de ritmo como Rômulo, Jonathan, Getulio (abaixo do que pode jogar), erros no meio de campo, nervosismo e a falta da vitória que deixa o Avaí muito preocupado com relação ao futuro. 

> Avaí precisa assumir favoritismo pelo acesso à Série A, diz Marquinhos

A entrada de Jean Kleber no momento em que o time precisa de mais gente na área surpreendeu. De qualquer sorte o time foi ofensivo. As alterações feitas deveriam mesmo acontecer. Os jogadores não conseguiram resolver e isso é que preocupa. 

Na segunda (6) o Avaí enfrenta o Vasco, na Ressacada, às 20h. O time carioca também vive um mau momento no campeonato. Quem sabe seja o jogo da recuperação para o Avaí.

> Análise: Brasil em seu pior jogo vence o Chile

> Secretário de Saúde prevê volta do público aos estádios em SC em outubro

Roberto Alves

Colunista

Roberto Alves

Referência por resgatar a memória do Esporte catarinense, fatos do dia a dia e pitorescos, misturando bom humor e seriedade na dose certa.

siga Roberto Alves

Roberto Alves

Colunista

Roberto Alves

Referência por resgatar a memória do Esporte catarinense, fatos do dia a dia e pitorescos, misturando bom humor e seriedade na dose certa.

siga Roberto Alves

Mais colunistas

    Mais colunistas