nsc
nsc

Futebol

Chape dá vexame contra o Inter e Seleção empata sem brilho com a Colômbia

Compartilhe

Roberto
Por Roberto Alves
10/10/2021 - 21h24
Chapecoense foi derrotada por 5 a 2 para o Internacional, em Porto Alegre (RS)
Chapecoense foi derrotada por 5 a 2 para o Internacional, em Porto Alegre (RS) (Foto: Márcio Cunha, ACF)

A Chapecoense não se conscientizou de que não tem time para enfrentar os grandes do futebol brasileiro e continua jogando de igual com esquema aberto e de pouca marcação. Resultado: além da derrota, agora também a goleada. E se o Internacional não tirasse o pé do acelerador neste domingo (10), no Beira-Rio, trocando seus jogadores mais importantes por garotos da base colorada, o Verdão poderia sair de Porto Alegre com uma goleada histórica.

Receba as principais notícias de Santa Catarina pelo Whatsapp

Uma manhã de domingo onde nada deu certo, além do vexame catarinense com uma partida bisonha e um futebol ridículo como não tínhamos visto. Cinco a zero no primeiro tempo, com um gol anulado pelo VAR.

Está acontecendo

A Chapecoense sempre foi um time que primou pela qualidade em campo e em suas gestões administrativas. De um tempo para cá, ou após o acidente aéreo em 2016, a coisa desandou.

E o incrível aconteceu em Porto Alegre neste domingo: o diretor-executivo Carlos Kila concedeu entrevista a Rádio Grenal dizendo que o time da Chape era muito ruim. Isso antes do jogo. Imagina se os jogadores não tomaram conhecimento... Pior foi mantê-lo na direção do clube após a entrevista.

E mais

Denúncias de que empresários estariam atuando dentro da Chape e de que jogador da base que não aceita se filiar está sendo afastado.

No intervalo

O jogador Moisés Ribeiro botou a boca no  trombone: “Vou falar: é uma vergonha o que está acontecendo. O time tem que se doar mais. Peço desculpas à torcida". Neste momento estava 5 a 0 no placar, e o Inter brincou de perder gols.

Providências

O questionamento da imprensa local foi muito forte. Várias perguntas foram feitas. E a diretoria? E o ex-zagueiro Neto, o que faz na Chape?

Série B de 2022

Não há duvida de que a Chape disputará a Série B de 2022, e mesmo assim terá de fazer uma reformulação no elenco. No segundo tempo do Beira-Rio, o Verdão marcou dois gols, diminuindo o tamanho da vergonha.

Tencati estreia com vitória

O Criciúma recuperou pontos perdidos contra o Paysandu quando empatou em casa na largada desta nova etapa da Série C. Foi a Itu e fez 2 a 0 no Ituano, que havia vencido fora de casa na primeira rodada.

Com este resultado, o Tigre assumiu a liderança do Grupo A, com quatro pontos, ficando o Ituano com três, em segundo. No outro grupo, Manaus e Tombense têm quatro pontos na liderança, e o Novo Horizontino, com três, aparece logo a seguir.

O Criciúma volta a ter boas chances de se classificar para o quadrangular final. Classificam-se dois de cada grupo para o cruzamento final, com os dois primeiros subindo para a série B de 2022.

Enquanto isso, na Série

A situação do Grêmio continua delicada com mais esta derrota de domingo para o Santos, por 1 a 0. O Atlético Mineiro tem nove pontos à frente do Flamengo, que é o novo vice-líder, após a derrota do Palmeiras para o Bragantino, sábado (9) à noite. No grupo dos quatro está ainda o Fortaleza, com a mesma pontuação do Palmeiras. O Bragantino é o quinto, um ponto atrás.

O Grêmio é o penúltimo colocado, à frente apenas da Chapecoense. Bahia e Sport Recife completam o quarto do desespero no Z-4.

Na Série B, o fim de semana terminou com Coritiba, Botafogo, Avaí e Goiás nas quatro primeiras posições. A pontuação é muito próxima e qualquer tropeço a partir de agora poderá ser fatal.

O Avaí joga sábado, em Aracaju, contra o Confiança, que é o penúltimo colocado do campeonato. O Brusque, primeiro time fora da zona de rebaixamento, volta a jogar sexta-feira (15), contra o Remo, no Augusto Bauer.

Seleção tem mais um jogo sem inspiração técnica

O Brasil não passou de um simples empate contra a Colombia. Mais uma vez, o time cresceu razoavelmente com a entrada dos garotos Rafinha e Anthony, já no segundo tempo.

O Brasil hoje joga sem o brilho de antigamente, mesmo reconhecendo que o momento é de transição e busca pela seleção que estará no mundial de 2022 no Catar.

Neymar continua se achando superior aos demais jogadores e suas atuações permanecem deixando a desejar.

Falta entrosamento ao Brasil, muitos erros de passes, brilho no meio de campo e um ataque que não tem funcionado.

Quinta-feira o Brasil tem pela frente o Uruguai, em Manaus.

Leia também

Cria do Avaí, Raphinha foi a boa notícia na Seleção Brasileira

Avaí: Bruno Silva “correu o risco”

Morre Sergio Vieira, um dos maiores profissionais da comunicação de SC

Roberto Alves

Colunista

Roberto Alves

Referência por resgatar a memória do Esporte catarinense, fatos do dia a dia e pitorescos, misturando bom humor e seriedade na dose certa.

siga Roberto Alves

Roberto Alves

Colunista

Roberto Alves

Referência por resgatar a memória do Esporte catarinense, fatos do dia a dia e pitorescos, misturando bom humor e seriedade na dose certa.

siga Roberto Alves

Mais colunistas

    Mais colunistas