publicidade

Navegue por
Roberto

Futebol

Figueirense, uma história com 98 anos e muito sucesso

Compartilhe

Por Roberto Alves
12/06/2019 - 05h45 - Atualizada em: 12/06/2019 - 05h45
Divulgação
(Foto: )

A ata de fundação do Furacão começa assim: “Aos 12 dias do mês de junho do ano de 1921, às 19h, nesta capital, à rua Padre Roma nº 27, na residência do Sr. Ulisses Carlos Tolentino, foi fundada uma sociedade que tomou o nome de Figueirense FOOT BOOL CLUB”. Hoje completa 98 anos.

Daí em diante a história é conhecida por todos, sendo protagonistas os que compareceram a reunião como João dos Passos Xavier, Heliodoro Ventura, Higino Ludovico da Silva, Jorge Albino Ramos, Domingos Felisberto da Silva, entre outros. No dia anterior já havia sido feita uma reunião preliminar na barbearia do Sr. Jorge Ramos na rua Pedro Ivo com Conselheiro Mafra.

Figueirense partiu de João Savas Siridakis (Janga). Não houve unanimidade. Jorge Albino Ramos presidiu a primeira reunião e João dos Passos Xavier foi o primeiro presidente que definiu eloquentemente e de forma poética o nome do clube. Disse que o Alvinegro havia nascido no lugar onde os canteiros eram mais floridos e as flores mais perfumadas.

O local da fundação foi o bairro chamado de Figueira. Muitos nomes se passaram e sempre é bom lembrar de Thomaz Chavez Cabral, Heitor Ferrari, Orlando Scarpelli, Osni Ortiga e o filho José Mauro, a família Machado, os Blasi e tantos notáveis homens que construíram a história do clube.

Comemorar?

Sim, há muitos motivos. Títulos, vitórias memoráveis, patrimônio, valores agregados à cidade e ao estado, enfim, o futebol é a maior paixão do torcedor. O Padre Prim celebra missa às 9h30min na capela do clube, com direito ao corte de bolo. Parabéns para a torcida alvinegra, o maior patrimônio do clube. Salve o Figueirense, honra e glória do futebol de SC.

Memória

Novembro de 1972, o Figueirense vencia o clássico e conquistava o direito de ser o primeiro clube catarinense a disputar o campeonato brasileiro em 1973. O extraordinário fotografo Orestes Araújo captou o momento em que os jogadores subiam ao alam brado do Adolfo Konder para comemorar com a torcida o gol da vitoria; Tião Marino (9), Land (11) e Caco (7) no registro.

Deixe seu comentário:

publicidade

Navegue por
© 2018 NSC Comunicação
Navegue por
© 2018 NSC Comunicação