nsc
nsc

Coluna da revista

A construção da persona política de Daniela Reinehr

Compartilhe

Upiara
Por Upiara Boschi
18/01/2020 - 18h33 - Atualizada em: 18/01/2020 - 18h51
Em suas duas semanas de interinidade, a governadora em exercício Daniela Reinehr apontou em símbolos necessários para a construção de sua persona política: um olhar para a infraestrutura, foco no Oeste, encontro com Bolsonaro e disposição de colocar o pé na estrada. Foto: Júlio Cavalheiro, Secom/Divulgação
Em suas duas semanas de interinidade, a governadora em exercício Daniela Reinehr apontou em símbolos necessários para a construção de sua persona política: um olhar para a infraestrutura, foco no Oeste, encontro com Bolsonaro e disposição de colocar o pé na estrada. Foto: Júlio Cavalheiro, Secom/Divulgação

Quilometragem não faltou às duas semanas de Daniela Reinehr (PSL) como governadora em exercício, que se encerram nesta segunda-feira, com o fim das férias do governador Carlos Moisés (PSL). Se faltou tinta na caneta e anúncios de ocasião, a vice-governadora fez questão de encarar a estrada e se fazer presente - especialmente no Oeste do Estado.

Fora 16 cidades visitadas nestas duas semanas, além de uma viagem oficial à Brasília em que encontrou o presidente Jair Bolsonaro. O giro começou com o único evento em que Daniela Reinher teve um pouco da tinta da caneta de Moisés para aproveitar. Em Nova Veneza, Sul do Estado, participou da cerimônia em que foram repassados R$ 5,4 milhões para pavimentação e repavimentação de ruas na cidade - recursos da Casan.

Então, a governadora em exercício partiu para a missão que se concedeu nesta interinidade: vistoriar a condição das estradas no Oeste do Estado. Daniela nasceu em Maravilha, mas trabalhava em Chapecó quando foi carregada para o mandato pela Onda Bolsonaro. Não se pode dizer, ainda, que tenha uma base eleitoral - mas se quiser ter uma carreira política para além dos movimentos marítimo-eleitorais é nessa região que precisa estabelecer seus vínculos.

Por isso, na primeira semana de interinidade, fez mais de mil quilômetros em quatro dias - passou por Chapecó, São Lourenço do Oeste, Campo Erê, Dionísio Cerqueira, São José do Cedro, São Miguel do Oeste, Riqueza, Itapiranga, Caibi, Maravilha, Piratuba, Capinzal, Ituporanga e Jaborá. Em sua cidade natal, recebeu da Câmara de Vereadores um diploma em reconhecimento à condição de primeira mulher a assumir o governo catarinense - em uma cerimônia improvisada e pouco prestigiada. Em Piratuba, usou trajes típicos alemães na 106ª edição da tradicional festa Kerb.

Na última quarta-feira, partiu para a Capital Federal para agendas em ministérios e conseguiu a cereja do bolo da interinidade: o encontro com Bolsonaro, na quinta-feira. A governadora em exercício já declarou que pretende seguir com o presidente para o Aliança, partido ainda em formação - ao contrário de Moisés, que permanecerá no PSL.

De acordo com Daniela, inclusive na entrevista que me concedeu logo que assumiu o cargo, o objetivo das viagens era ver de perto a situação das estradas estaduais e também das BRs para elaborar um relatório e apontar necessidade de melhorias junto à Secretaria de Infraestrutura e o próprio governador Moisés. No caso das rodovias federais, para buscar junto a Brasília os recursos necessários.

É discurso, claro. O Deinfra tem essa capacidade de mapeamento. Simbolicamente, no entanto, para a construção da persona política da vice-governadora como representante do Oeste no governo, o que importa é a presença. Especialmente porque os adversários tentam colar a Moisés a fama de governador de palácio, pouco afeito à estrada. Daniela, à sua maneira, fez contraponto ao governador.

Publicado nas edições de DC Revista, AN Revista e Santa Revista de 18/1/2020

Leia a coluna da semana anterior:

Enfim, uma governadora de SC. Ainda é pouco

Deixe seu comentário:

Upiara Boschi

Colunista

Upiara Boschi

Faz a leitura e a análise do contexto do cenário político de Santa Catarina, com informações de bastidores. Explica motivações e consequências das principais decisões tomadas nos poderes do Estado.

siga Upiara Boschi

Últimas do colunista

Loading interface...
Upiara Boschi

Colunista

Upiara Boschi

Faz a leitura e a análise do contexto do cenário político de Santa Catarina, com informações de bastidores. Explica motivações e consequências das principais decisões tomadas nos poderes do Estado.

siga Upiara Boschi

Mais colunistas

    Mais colunistas