nsc
    nsc

    Entra na disputa

    Araújo Gomes posa como pré-candidato do PSL a prefeito de Florianópolis

    Compartilhe

    Upiara
    Por Upiara Boschi
    11/12/2019 - 08h08 - Atualizada em: 11/12/2019 - 09h32
    Ao fim do encontro com Araújo Gomes, Douglas Borba postou: "hoje o papo não foi sobre a PM". Foto: Instagram/Divulgação
    Ao fim do encontro com Araújo Gomes, Douglas Borba postou: "hoje o papo não foi sobre a PM". Foto: Instagram/Divulgação

    Comandante-geral da Polícia Militar, o coronel Araújo Gomes deve mesmo entrar na corrida pela prefeitura de Florianópolis ano que vem. Anunciado como nome favorito do governador Carlos Moisés (PSL) desde o início do ano, o militar começa a sinalizar que vai para o jogo e tem o nome confirmado pelo secretário da Casa Civil, Douglas Borba - também secretário-geral do PSL-SC.

    A última conversa aconteceu na noite de terça-feira. Araújo e Borba, acompanhados de Matheus Machado (adjunto da Casa Civil e coordenador regional do partido) acertaram o lançamento do militar como pré-candidato - condição que ele vinha evitando nos últimos meses. Ao fim do encontro, um registro dos três para as redes sociais de Borba trazia uma legenda pouco enigmática: “Hoje o papo não foi sobre o comando da PM”.

    Conversei com o secretário e ele confirmou que Araújo será o nome do PSL em Florianópolis.

    Nossa conversa confirmou a candidatura do Araújo Gomes ao cargo de prefeito da Capital, avalizada pelo governador e pelo governo — disse Borba.

    Com a sinalização do comandante da PM, vai sendo preenchida a raia da candidatura apoiada pelo Centro Administrativo na eleição de Florianópolis. Semana passada, o governador Moisés e Borba encontraram o vereador Rafael Daux (MDB), também pré-candidato a prefeito. O trio também registrou o momento nas redes sociais. O perfil de Daux é elogiado no governo e poderia compor como vice.

    O PSL de Moisés trabalha pela composição com o MDB em vários pontos do Estado, especialmente na Capital. Juntos, os partidos poderiam contabilizar 60% do tempo de horário eleitoral.

    Leia também:

    PSL-SC dá a presidência de honra a Moisés e entrelaça governo e partido

    Ainda não é assinante? Assine e tenha acesso ilimitado ao NSC Total e aproveite os descontos do Clube NSC.

    Deixe seu comentário:

    Últimas do colunista

    Loading...

    Mais colunistas

      Mais colunistas