nsc

publicidade

Upiara

Divisão

Colombo: "ninguém deseja intervenção no PSD"

Compartilhe

Por Upiara Boschi
01/03/2019 - 13h38
Foto: Luís Debiasi, Divulgação
Foto: Luís Debiasi, Divulgação

Em meio aos rumores de intervenção nacional no PSD catarinense para destituir Gelson Merisio da presidência estadual, o ex-governador Raimundo Colombo se manifestou pregando o diálogo. Em nota, ele diz que “ninguém deseja a intervenção no PSD” e que “precisamos reconstruir o nosso partido”.

O PSD catarinense está dividindo entre o grupo ligados a Colombo e Júlio Garcia, presidente da Alesc, e o de Gelson Merisio. Ontem, o deputado estadual Kennedy Nunes disse que deixaria a sigla caso houvesse intervenção.

Leia a íntegra da nota:

“Ninguém deseja a intervenção no PSD. Acredito no diálogo como força da democracia. Diálogo que inclui falar, ouvir muito e não impor. Acredito que política não é força, mas sim respeito. Neste momento precisamos reconstruir o nosso partido, buscando a formação de uma base intelectual, ouvindo a sociedade e dando oportunidade para o novo. Meu desejo é ajudar a restabelecer a harmonia no PSD de Santa Catarina.”

Deixe seu comentário:

Upiara Boschi

Upiara Boschi

Upiara Boschi

Faz a leitura e a análise do contexto do cenário político de Santa Catarina, com informações de bastidores. Explica motivações e consequências das principais decisões tomadas nos poderes do Estado.

upiara.boschi@somosnsc.com.br

publicidade

publicidade

Mais colunistas

publicidade

publicidade