nsc
    nsc

    Pré-candidaturas

    Novo define pré-candidato a prefeito de Florianópolis. Não é Bruno Souza

    Compartilhe

    Upiara
    Por Upiara Boschi
    14/01/2020 - 18h04 - Atualizada em: 14/01/2020 - 18h07
    Deputado estadual Bruno Souza com a chapa escolhida pelo Novo para disputar as eleições em Florianópolis: Orlando Silva (ao centro) pré-candidato a prefeito e Luiz Barboza Neto a vice-prefeito. Foto: Facebook, Divulgação
    Deputado estadual Bruno Souza com a chapa escolhida pelo Novo para disputar as eleições em Florianópolis: Orlando Silva (ao centro) pré-candidato a prefeito e Luiz Barboza Neto a vice-prefeito. Foto: Facebook, Divulgação

    Após cinco meses de seleção interna, o Novo definiu seus pré-candidatos a prefeito e vice-prefeito de Florianópolis. O advogado Orlando Silva foi escolhido para a cabeça-de-chapa, escudado pelo médico Luiz Barbosa Neto. Ambos disputaram a seleção para a candidatura a prefeito de Novo na Capital.

    Orlando Silva é professor de Direito Empresarial na UFSC, além de ter sido conselheiro da OAB-SC e presidente Associação Brasileira de Direito e Economia. Nunca disputou eleições. O pré-candidato a vice-prefeito, Luiz Barboza Neto, tentou uma vaga de deputado federal pelo Novo em 2018. Recebeu 6,8 mil votos - 2,1 mil deles na Capital, onde foi o terceiro mais votado entre os candidatos da legenda. Ele é fundador e atual presidente do Hospital da Visão SC e preside a Associação Médica da Grande Florianópolis.

    - Orlando e Barboza são Novo raiz. Estão no partido desde o início e saberão representar os nossos valores. São cidadãos comuns, com trajetórias de vida exitosas, que decidiram sair da indignação para a ação - afirma Rafael Ary, líder do partido em Florianópolis.

    A escolha foi comunicada aos filiados do Novo na Capital na tarde desta terça-feira. A definição afasta a possibilidade de que o candidato seja o deputado estadual Bruno Souza, que se filiou ao Novo em novembro no ano passado e, na época, não descartou disputar a prefeitura. A possibilidade enfrentava resistências internas, porque o estatuto do partido prevê que os mandatos devem ser exercidos até o final.

    Deixe seu comentário:

    Últimas do colunista

    Loading...

    Mais colunistas

      Mais colunistas