nsc

publicidade

Upiara

Troca

PSB-SC veta Dário; Dário veta PSB-SC

Compartilhe

Por Upiara Boschi
23/08/2019 - 06h00 - Atualizada em: 23/08/2019 - 07h15
Nome do senador Dário Berger foi especulado no PSB, onde enfrenta resistência. Foto: Roque de Sá, Agência Senado/Divulgação

O processo de reconstrução do PSB catarinense tem percalços extras além da disputa judicial pelos mandatos dos deputados estaduais Bruno Souza e Nazareno Martins. Esta semana, o presidente estadual Adir Gentil acabou isolado na nova executiva, quando foi aprovada uma resolução contra a entrada do senador Dário Berger (MDB) e de seu irmão, Djalma Berger. Alegam que Dário votou pela reforma trabalhista e que declarou-se favorável à previdenciária, enquanto Djalma deixou dívidas quando presidiu o mesmo PSB-SC.

O senador Dário Berger (MDB) está como o passarinho na muda - aquele que não canta - desde que perdeu a disputa interna pela presidência estadual do MDB para o deputado federal Celso Maldaner. Mas, através da assessoria de imprensa, fez um breve comentário sobre esse veto dos pessebistas a sua suposta filiação:

- Em nenhum momento levei em consideração mudar para o PSB. É um partido que não existe em Santa Catarina.

Leia também:

Dário: "MDB-SC é um condomínio fechado"

Deixe seu comentário:

Upiara Boschi

Upiara Boschi

Upiara Boschi

Faz a leitura e a análise do contexto do cenário político de Santa Catarina, com informações de bastidores. Explica motivações e consequências das principais decisões tomadas nos poderes do Estado.

upiara.boschi@somosnsc.com.br

publicidade

publicidade

Mais colunistas

publicidade

publicidade