nsc
nsc

Tempo - se puder, passe bem devagar

"Suspeito que, se temos pressa, é porque estamos no caminho errado"

Compartilhe

Vanessa
Por Vanessa Tobias
03/07/2020 - 15h50 - Atualizada em: 03/07/2020 - 15h53
Obrigada, de coração Tia Sueli e família mais amada. Com amor, Vá.
Obrigada, de coração Tia Sueli e família mais amada. Com amor, Vá. (Foto: Arquivo Pessoal)

Fui a poucos velórios na vida. Vou naqueles que sinto que estar lá será importante para o meu processo com quem partiu, não só com quem ficou aqui.

Faz poucos dias estive em uma despedida, das mais nobres e íntegras - estava lá a mãe de uma queridíssima amiga de infância. Aquela amiga, seus pais, irmãos - a família sempre me influenciou positivamente e deixou marcas bem lindas no meu coração.

A delicadeza da Lelê certamente é fruto da elegância e leveza da mãe querida que estava ali. O casal - junt os há 61 anos - serviu de total inspiração para minha vida amorosa e familiar desde sempre, amigos e companheiros, sempre de mãos dadas, nitidamente recíprocos em carinho, e prioridade um do outro. Sempre foram como um lindo jardim florido e perfumado, passar por eles nos deixava o perfume de esperança. 

Sei que é poético, mas sempre foi assim a minha visão sobre essa família tão especial, e eu precisava estar naquele dia, para ficar de mãos dadas com a Letícia, dar um beijo em seus irmãos, agradecer a Tia Sueli  e levar ao Tio Newton o meu sentimento de carinho. É incrível o quanto a vida pode ser um piscar quando somos felizes, e estamos em nosso mais verdadeiro caminho. Já faz 30 anos que os vi andando de mãos dadas a primeira vez - e é fácil me transportar para essa e outras memórias. Suspeito que, se temos pressa, é porque estamos no caminho errado porque jamais, em nossa jornada de evolução e com harmonia, teríamos pressa. Felizes, nós debateríamos com a finitude que nos acorda, negociando qualquer minuto de extensão - o tempo passa, e cada segundo realmente conta diferente. Passe, tempo - devagar.

Naquele dia senti muita emoção - pensei nos aprendizados que tive, pensei em meus pais, no Ricardo e em meu filho e nos próximos que virão - e agradeci porque pude estar ali e, pude conhecer uma despedida de quem honrou a vida e os minutos que foram vividos, inspirou a muitos com sua delicadeza e fez sorrir aqueles que a conheceram. Eu não sei bem explicar mas meu coração foi tomado de paz - por ter sido testemunha de uma pessoa de tanta luz - que continua me emocionando, mesmo agora enquanto escrevo.

Felizes, nós debateríamos com a finitude que nos acorda, negociando qualquer minuto de extensão - o tempo passa, e cada segundo realmente conta diferente. Passe, tempo - devagar.

Houve momentos na minha vida em que eu queria que o dia corresse logo, mas de uns tempos para cá - especialmente depois do falecimento do meu irmão e nascimento do meu filho mais lindo - que minha oração e gratidão diárias vem com um pedido ambicioso: Tempo, por favor e se puder, passe bem devagar e negocie comigo todo tipo de segundo: troco qualquer coisa pela oportunidade de, com os meus, morar mais tempo aqui. Obrigada, de coração Tia Sueli e família mais amada. Com amor, Vá.

Leia outras crônicas de Vanessa Tobias.

Vanessa Tobias

Colunista

Vanessa Tobias

A catarinense Vanessa Tobias é uma da mais conhecidas life coaches do país. Aborda temas como autodesenvolvimento, empreendedorismo, finanças, família, carreira, sucesso, multidisciplinaridade e como viver o presente, com os olhos no futuro.

siga Vanessa Tobias

Vanessa Tobias

Colunista

Vanessa Tobias

A catarinense Vanessa Tobias é uma da mais conhecidas life coaches do país. Aborda temas como autodesenvolvimento, empreendedorismo, finanças, família, carreira, sucesso, multidisciplinaridade e como viver o presente, com os olhos no futuro.

siga Vanessa Tobias

Mais colunistas

    Mais colunistas