Mais cedo ou mais tarde, todos nós temos que lidar com uma pessoa tóxica em nossa vida. A definição de toxicidade consiste em quando alguém tem comportamentos desagradáveis, que podem chegar à violência emocional e até física. Geralmente, são pessoas que têm como características agressividade, ciúmes, possessividade, manipulação e desequilíbrio emocional, que tendem a influenciar negativamente as pessoas ao seu redor.

Continua depois da publicidade

> Clique aqui e receba notícias no WhatsApp

A maioria das ações tóxicas aparece da maneira mais gentil, carregada de boas intenções e, só depois de um tempo, conseguimos identificá-las. Por isso, quando a relação que temos com um amigo, parceiro ou colega de trabalho se torna uma das nossas principais preocupações, é melhor se distanciar.

Como identificar

De acordo com a espiritualista Kélida Marques, os possíveis traços mais distintivos de uma pessoa tóxica são o narcisismo, o egoísmo e a desonestidade. “A verdade é que eles adotam aparências diferentes e são ótimos em enganar os outros para sempre conseguirem o que querem. E eles nunca reconhecem seus erros ou a natureza maligna do que pensam ou fazem”, comenta.

O que fazer se você sentir que alguém que acabou de conhecer é, na verdade, uma pessoa tóxica com quem você não deve passar mais tempo do que o necessário? Abaixo, a espiritualista traz 4 dicas de como identificar e se afastar de pessoas tóxicas. Confira!

1. Limite as conversas

Não permita que essa pessoa se aproxime para não se deixar manipular e mantenha a calma a todo custo, não cedendo a chantagens ou vitimismo.

Continua depois da publicidade

Mulher calma relaxando e meditando
Evite situações estressantes com pessoas egocêntricas (Imagem: Bagus Production | ShutterStock)

> 8 mitos e verdades sobre a ansiedade

2. Evite repetir ciclos

Se você tem alguma pessoa próxima de você no trabalho, em casa ou em laços de amizade que não para de reclamar, atente-se. “Sabe aquela pessoa que reclama de tudo e cujos choros acabam afetando seu humor e produtividade? A melhor coisa é evitar qualquer situação em que a mesma cena se repita. Diga que você tem que ir e vire-se para encerrar a conversa; não se sinta mal por isso, afinal a pessoa por si própria já está te fazendo mal”, recomenda a espiritualista.

Em outra situação, caso a pessoa apresente comportamentos egocêntricos e não meça esforços para chamar atenção, Kélida reforça que a melhor maneira de lidar com ela, como acima, é evitando-a. “Se você está tendo dificuldade em lidar com esse tipo de pessoa, afaste-se, mantenha-se longe. Comece a evitar ligações, mensagens, conversas e, por fim, se você gosta muito dessa pessoa, pode até falar com ela sobre como se sente todas as vezes em que ela/ele tenta chamar toda atenção para si. Acredito que, se isso for um traço negativo de personalidade, não vai adiantar muito, mas, lembre-se: você fez sua parte”, cita.

3. Não insista

Para aqueles indivíduos que constantemente tomam más decisões e, quando você tenta dar bons conselhos, eles o ignoram, não insista. “Nesse sentido, você terá que restringir os momentos com eles para que não suguem a negatividade que professam. E, caso vá mais longe, se sua amizade se tornou muito mais negativa do que positiva, é melhor você diminuir a quantidade de vezes que se encontra com essa pessoa”, ressalta a espiritualista.

Continua depois da publicidade

A profissional considera que, em todos os casos, pessoas tóxicas podem sugar muito a energia. “Às vezes, a forma negativa desta pessoa [de] falar ou se comportar não é explícita, o que torna suas tomadas de decisões cada vez mais difíceis. Energeticamente falando, são pessoas que chamamos vampiros emocionais, sugam tudo de bom que você possui e, acima de tudo, se abastecem de sua energia”, afirma.

Além das dicas acima de como evitar essas pessoas, você também pode se blindar energeticamente fazendo um amuleto de proteção com alho desidratado, sal grosso e folhinhas de arruda, conforme indica Marques. “Coloque tudo em um vidrinho pequeno, tipo aqueles de penicilina, e ande sempre [com ele] na bolsa, no carro e na mesa de escritório. Todo cuidado é pouco com pessoas vampiras”, diz.

Por Júlia Vitorazzo

Leia também

Entenda como o autoconhecimento pode ajudar na saúde mental

8 danos à saúde causados pelo estresse 

5 passos para cuidar da saúde mental dos idosos

Destaques do NSC Total