nsc

publicidade

Verão NSC

5 Rotas para Stand Up Paddle em Florianópolis

A junção entre cenário e esporte pode ser uma terapia

16/01/2019 - 12h38 - Atualizada em: 16/01/2019 - 15h56

Compartilhe

Felipe
Por Felipe Carneiro
A ilha tem locais muito bons para a prática do stand up, principalmente para iniciantes.
A ilha tem locais muito bons para a prática do stand up, principalmente para iniciantes.
(Foto: )

A maioria dos esportes que envolvem pranchas ou canoas têm muita história. História antiga, sem muita precisão de um início, entretanto, estima-se em mais de mil anos, quando os polinésios já priorizavam se movimentar entre as ilhas sobre o mar. Este povo foi o precursor da canoa e quem já prestou atenção em canoístas experientes sabe que são exímios remadores até mesmo em pé sobre a embarcação.

Outra história ancestral é a do surfe. Havaianos e polinésios disputam a invenção deste que é um dos esportes mais difundidos no mundo. Se há praia, claro, com ondas boas, há prancha na água.

Mas o que a canoa e o surfe têm a ver com o stand up paddle? Tudo. A fusão entre os dois veio por volta dos anos de 1.960, no Havaí, quando houve o resgate de uma velha maneira de surfar, com o auxílio de remos sobre os pranchões de madeira. Nascia o stand up como conhecemos hoje.

O stand up pode ser um aliado para quem busca equilíbrio entre paz e movimento corporal.
O stand up pode ser um aliado para quem busca equilíbrio entre paz e movimento corporal.
(Foto: )

Em Florianópolis o esporte é muito praticado, tendo em vista que iniciantes podem remar por diversas rotas, com direito a paisagens belíssimas. Abaixo listamos algumas delas, mas, antes de encarar o desafio é importante o estudo de regras de navegação para evitar quaisquer acidentes.

Lagoa da Conceição - Barra da Lagoa

O passeio adentra a Lagoa da Conceição, no sentido leste, até o canal da Barra. Quem quiser pode estender a remada até o Parque do Rio Vermelho e o horário mais indicado para a aventura é o início da manhã, quando o sol vem nascendo por trás do morro da Praia Mole.

Lagoa da Conceição - Costa da Lagoa

Outra rota de muita beleza, margeando o lado esquerdo da Lagoa da Conceição até a Costa, local em que é possível fazer parada para comer e beber. Se o horário não for problema ainda há a cachoeira da Costa para fazer uma visita e relaxar antes da volta.

Lagoa do Peri

A remada na Lagoa do Peri é a mais indicada para quem quer começar a praticar o stand up paddle. Não há embarcações de transporte, evitando aproximações e ondulações.

Na Lagoa da Conceição, grupos se organizam pela manhã para a diversão.
Na Lagoa da Conceição, grupos se organizam pela manhã para a diversão.
(Foto: )

Santo Antônio de Lisboa - Sambaqui

Outra região muito apreciada para o esporte é a rota que costeia o bairro açoriano de Santo Antônio de Lisboa até a ponta do Sambaqui. No fim, a pacata praia da Geralda, geralmente sem ninguém na areia. A dica de horário certamente vai para o pôr-do-sol, frontal à rota.

Praia da Armação

Sem muita ondulação, mas exigindo um pouco mais de experiência sobre o pranchão, a praia da Armação tem ótimo cenário. A costa tem formato de baía, entre Morro das Pedras e divisa com o Matadeiro. Quem tem mais tempo de remada termina a rota nas ondas da praia do Matadeiro.

O stand up paddle surgiu no mar e é muito difundido na capital catarinense.
O stand up paddle surgiu no mar e é muito difundido na capital catarinense.
(Foto: )

Deixe seu comentário:

publicidade