As fantasias espalhadas pelos cômodos e a purpurina no chão denunciam que ali é onde começa o Carnaval. Neste labirinto de tecidos e lantejoulas coloridas, as fantasias, sobre as quais costureiras se debruçaram durante o ano passado quase inteiro, já estão prontas para serem distribuídas. 

Continua depois da publicidade

Receba notícias de Balneário Camboriú e região por WhatsApp

A menos de uma semana para o desfile, a única escola de samba de Balneário Camboriú, a Unidos do Samboriú, homenageia este ano a presidente e fundadora da agremiação, Joana Darc Militão. 

Joana é o cérebro por trás de todos os temas da escola, ao longo dos últimos 12 anos. Destes, a escola só não saiu na avenida em 2021, 2022 e 2023. Este, portanto, ano é o retorno dos carros alegóricos, do samba e do batuque do Samboriú ao Carnaval de Balneário Camboriú. 

O tema do desfile, “Resgatando o lixo, transformando no luxo”, é um espelho do que os 10 membros da diretoria e mais de 500 pessoas que compõem as alas do Samboriú fazem de melhor: transformar. Garrafas pet se transformam em adereços, ferro é retorcido para criar o suporte das fantasias, retalhos viram roupas. 

Continua depois da publicidade

Carnaval 2024 em Balneário Camboriú terá Michel Teló e trios elétricos; veja agenda

A estilista é Joana, que também é a matriarca do grupo. Mineira, cresceu nos blocos de rua e nos desfiles do Carnaval de Minas Gerais. Enfermeira de profissão e carnavalesca de coração, veio para Balneário Camboriú em 1998, quando as filhas, todas bailarinas, vieram dançar no espetáculo África Misteriosa, no Beto Carrero World, em Penha. 

— Desenho as peças e mando para as nossas costureiras. São várias, muitas já esperam o Carnaval para ter um dinheiro extra — conta Joana. Ela estima que todos os custos de um desfile possam chegar a R$ 100 mil, entre os diversos fornecedores de materiais e serviços. 

— Pelo amor que temos [pelo Carnaval], a gente põe na rua — pontua Carley Aylton Teodoro Gomes, carnavalesco e braço direito de Joana. 

Ambos estão no Samboriú desde a criação, em 2011. Antes disso, Joana integrava a Maravilha do Atlântico, escola de samba que encerrou as atividades em 2013. 

Continua depois da publicidade

Balneário Camboriú espera 70 mil pessoas e ocupação de 90% nos hotéis no Carnaval

Com apoio de doações, e muito amor pelo Carnaval, o Samboriú conseguia sair, ano após ano, mesmo sendo “filho único” entre as escolas de samba de Balneário Camboriú. De um barracão em Camboriú, a agremiação teve que se mudar de lugar nos últimos anos e hoje ocupa três espaços: um salão de festas na Quinta Avenida, onde são feitas as reuniões; um terreno também na Quinta, onde ocorrem os ensaios; e uma casa, emprestada, próxima da Avenida Brasil. Esta última, no entanto, tem os dias contados: o terreno foi vendido e, assim que as últimas fantasias saírem de lá, a demolição começa.

No lugar — adivinhe — será construído um prédio. 

Arte e cultura brasileira 

— Carnaval é cultura. E muito trabalho.

Ao sair de Minas Gerais com malas prontas para Balneário Camboriú, Joana enxergou na cidade o potencial para criação da escola. Queria, afinal, trazer um pouco de casa, do Carnaval das ruas mineiras, das escolas onde atuou, do samba no pé tão presente na família. 

Agora, Joana deseja que o Samboriú tenha com quem competir, antes dela se aposentar. Ela planeja pendurar as chuteiras (ou, melhor, os saltos) nos próximos anos, mas não deu um prazo para isso. Quer, antes, escolher a dedo quem vai ocupar seu cargo na presidência da escola. 

Continua depois da publicidade

Veja 8 cidades com festas para curtir o Carnaval 2024 em SC

— Quero alguém que ame o Carnaval e a escola tanto quanto eu. Não quero que isso se perca. 

Nos últimos dias antes do desfile, marcado para sábado (10), falta ainda distribuir as fantasias. As alas refletem vários aspectos de Balneário Camboriú: o turismo, o luxo, a praia, o mar. Há também as mais tradicionais, como a ala das baianas, que sai anualmente. 

Os últimos ensaios ocorrem também durante a semana, para deixar a bateria afiada para o grande dia. O samba-enredo que homenageia Joana (e tudo que ela carrega, do Carnaval à “mineirice” e o coração de mãe) já está pronto e foi produzido por músicos de Navegantes. 

Ela, inclusive, fica tímida ao ouvir a letra. Não quer se gabar. 

— Eu não queria que fosse [uma homenagem], mas eles insistiram — diz, sorriso envergonhado no rosto. 

— Ela merece. Tem uma grande história de vida — rebate Carley. 

Programação do Carnaval de Balneário Camboriú 

Este ano, além do desfile do Samboriú, Balneário Camboriú terá blocos na Avenida Atlântica de sábado (10) a terça-feira (13). Os desfiles nos três primeiros dias vão ocorrer das 21h à 0h30min, no trecho entre a Rua 2000 e a Praça Almirante Tamandaré. Os blocos confirmados foram credenciados pela Secretaria de Turismo e receberão recursos públicos para integrarem a programação do Carnaval 2024 de Balneário Camboriú — com exceção de quatro blocos convidados, que ficam de fora dos repasses. 

Continua depois da publicidade

A programação de Balneário Camboriú prevê, também, uma ação para crianças nas tardes dos dias 11 e 12, das 16h às 18h, na roda-gigante. Haverá pintura facial, Bailinho das Mareadas e os pequenos que estiverem fantasiados também poderão passear na roda-gigante de graça — com desconto de 20% para acompanhantes. 

Já o show com Michel Teló ocorrerá na terça-feira (13), das 17h às 19h. O público poderá acompanhar a apresentação nas calçadas ou na faixa de areia, atrás dos gradis que serão espalhados ao longo da via. Segundo a prefeitura de Balneário Camboriú, a vinda do Bloco Bem Sertanejo, de Michel Teló, não envolve custos públicos, uma vez que é patrocinada por uma empresa privada. 

Confira a programação do Carnaval 2024 em Balneário Camboriú

Sábado (10/2)

  • Corte do Carnaval
  • Mexe mexe
  • Siri Sarado
  • Mas Bah
  • Xinellis
  • 100 Limites
  • Xeru di Coco
  • Samboriú

Domingo (11/2)

  • Corte do Carnaval
  • Carnatuga
  • Siri Sarado
  • Ilha das Cabras
  • Bloco do Zero
  • Inimigos da Segunda

Segunda (12/2)

  • Corte do Carnaval
  • Mexe-Mexe
  • Siri Sarado
  • Impacto
  • Baita Chão
  • Amigos do Bar Meia 9
  • Bloco do Villa

Continua depois da publicidade

Terça (13/2)

  • Bloco Bem Sertanejo, do cantor Michel Teló (17h às 19h)

Carnaval Infantil

  • Dias 11 e 12 (domingo e segunda-feira), das 16h às 18h, na Roda Gigante FG Big Wheel, com pintura facial e Bailinho com As Mareadas.

Leia mais

SC espera faturar R$ 2,3 bilhões no Carnaval 2024

Conheça as mulheres que são protagonistas no território do samba em cidades de SC

Destaques do NSC Total