As enchentes que atingiram o Rio Grande do Sul deixaram milhares de pessoas e animais sem abrigo, além de expostos a doenças. O município de Canoas, um dos mais afetados pela catástrofe, tem atualmente um dos maiores abrigos para animais do estado. A Ulbra (Universidade Luterana do Brasil), oferece um lar provisório para mais de 2500 animais.

Continua depois da publicidade

Receba notícias de Joinville e região no WhatsApp

Voluntários de todo o Brasil ainda se mobilizam para prestar ajuda ao estado gaúcho. É o caso de Fernanda Carolina Mayer, coordenadora de clínicas e laboratórios de Medicina Veterinária na UniSociesc em Joinville. 

No dia 19 de maio, Fernanda se juntou a uma equipe de médicos, veterinários, psicólogos e psiquiatras com o intuito de atender as pessoas e animais que estão na Ulbra de Canoas. Embora seja especializada no tratamento dos bichinhos, não deixou de se surpreender com a situação.

— Experiência chocante, a realidade é bem diferente do que a gente vê pela televisão, são muitos animais desesperados, pedindo carinho e atenção — conta a coordenadora em entrevista para a rádio CBN Joinville.

Continua depois da publicidade

No momento, estima-se que a cidade tenha mais de 30.000 animais em abrigos, com doenças, tristes, apáticos e com falta de apetite, além do trauma causado pela enchente.

Fotos do abrigo de animais na Ulbra

Confira a entrevista completa de Fernanda Carolina Mayer abaixo:

A rádio CBN Joinville está no ar 24h por meio do dial 95.3 FM em Joinville. Também é possível ouvir pela internet no link.

Leia também:

Escolas do RS recebem materiais escolares doados por Joinville

Festa típica alemã, 20ª Bandoneon Fest acontece neste fim de semana em Joinville

JEC Futsal busca no Cau Hansen refúgio para voltar a vencer na Liga Nacional

Destaques do NSC Total