nsc
hora_de_sc

Vendaval

"Achei que tinha perdido o meu filho", diz mãe de bebê soterrado durante ciclone em Florianópolis

Vento derrubou uma árvore em cima da casa da família, no Morro das Pedras

01/07/2020 - 16h59 - Atualizada em: 01/07/2020 - 18h04

Compartilhe

Lucas
Por Lucas Paraizo
Bebê soterrado em Florianópolis
Gabriel mostra o lugar onde o bebê estava preso
(Foto: )

Um bebê de um ano e meio ficou soterrado nos escombros de uma casa destruída durante a passagem do ciclone por Florianópolis nesta terça-feira (30). O menino foi salvo por familiares depois de ficar preso entre vigas da residência, que desabou ao ser atingida por uma árvore que caiu com a força do vento.

O caso ocorreu no Morro das Pedras, no Sul da Ilha, durante o vendaval que deixou estragos em toda a região no fim da tarde. A criança estava no sofá dentro de casa, junto dos pais e do irmão mais velho, de dois anos e 10 meses, quando uma árvore do terreno vizinho caiu em cima da residência e destruiu o cômodo em que a família estava. Os pais e o filho mais velho conseguiram escapar, mas o bebê acabou preso pelos escombros.

- Estávamos na sala de jantar, meu menorzinho no sofá e a gente perto da porta. Escutamos um estouro e corremos para a janela olhar, e nessa hora veio a parede inteira e logo atrás a árvore, enorme. Meu pequeno fico inteiro soterrado, ele sumiu. Meu marido conseguiu amortecer um pouco os galhos, meu filho maior ficou com o pé enterrado nos escombros, mas consegui puxar e tirar ele de lá com o meu marido. Na sequência o meu cunhado que mora no mesmo terreno veio ajudar - lembra a mãe da criança, Valentina Lapaz Maiotto, de 23 anos, que está grávida.

Marido da irmã de Valentina, Gabriel da Silva conta que correu até a casa quando viu a árvore caindo. Ele e um amigo correram até os escombros e começaram a procurar a criança durante o temporal. O pequeno Caleb continuava no sofá, coberto por pedaços da parede que desabou.

- Ele estava coberto por tijolos, só com a cabecinha para fora. Não se machucou em nada, nem uma unha quebrada. Só um raspão na testa e outro no pézinho. Ele ficou num buraco pequeno com tudo aquilo em cima dele. A casa inteira destruída, eu perdi tudo, e ele a salvo naquele buraco. Foi inacreditável, estou em choque até agora. Achei que eu tinha perdido o meu filho - conta Valentina.

O casal e as crianças estão bem e passaram a noite na casa da mãe de Valentina, que mora no mesmo terreno. Equipes do Corpo de Bombeiros foram até o local para analisar a situação e orientar a família.

Bebê soterrado Morro das Pedras
Caleb, no colo de Valentina, não se machucou no desabamento
(Foto: )

Árvore que caiu ficava em terreno de escola estadual

A casa da família Lapaz fica ao lado do terreno da escola estadual General José Vieira da Rosa. A árvore que caiu e destruiu a residência estava no terreno da unidade de ensino.

Em nota enviada à reportagem, a Secretaria de Estado da Educação informou que enviou uma equipe até o local para avaliar os danos e, com base no relatório produzido pela Gerência de Infraestrutura Escolar, "manifestará um posicionamento sobre a situação".

árvore morro das pedras
Árvore destruiu a residência ao lado da escola
(Foto: )

Colunistas