nsc
an

Complexo prisional

Advogado preso com celular dentro de presídio em Joinville será investigado

Segundo a Secretaria de Administração Prisional e Socioeducativa (SAP), ele teria tentado repassar o aparelho a um detento

06/07/2021 - 10h46

Compartilhe

Patrícia
Por Patrícia Della Justina
Presídio Regional de Joinville
Presídio Regional de Joinville
(Foto: )

Um advogado de Joinville foi preso depois de tentar entrar no Presídio Regional da cidade portando um celular. Segundo a Secretaria de Administração Prisional e Socioeducativa (SAP), ele teria tentado repassar o aparelho a um detento na última sexta-feira (2). 

> Receba notícias de Joinville e região pelo WhatsApp

O advogado foi conduzido à Delegacia de Polícia para lavrar o flagrante e todo o procedimento foi acompanhado por um representante da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB). A Secretaria ainda informou que, no âmbito administrativo, todas as medidas legais foram adotadas pela SAP.

Em nota, a OAB de Santa Catarina informou que tomou conhecimento da situação e que vai buscar informações para averiguar as circunstâncias do ocorrido. Com isso, deve verificar se houve, ou não, alguma conduta inapropriada. O órgão não divulgou detalhes sobre a identificação do advogado. 

> Aluna colocada por engano no SPC vai ser indenizada em R$ 8 mil por faculdade de Joinville

- A posição da instituição é a favor da entrada de advogados portando celulares nos presídios, desde que com o conhecimento das autoridades e para a utilização dos equipamentos como apoio ao exercício profissional - destacou a nota. Leia na íntegra os posicionamentos dos órgãos:

Secretaria de Administração Prisional e Socioeducativa (SAP)

A Secretaria de Administração Prisional e Socioeducativa (SAP) informa que na última sexta-feira (2) um advogado foi preso tentando repassar um aparelho de telefone celular a um preso no Presídio Regional de Joinville. O advogado foi conduzido à Delegacia de Polícia para lavrar o flagrante e todo o procedimento foi acompanhado por um representante da OAB. No âmbito administrativo, todas as medidas legais foram adotadas pela SAP.

Ordem dos Advogados do Brasil (OAB)

A OAB/SC tomou conhecimento do caso e vai buscar informações para averiguar as circunstâncias do ocorrido e verificar se houve, ou não, alguma conduta inapropriada. A posição da instituição é a favor da entrada de advogados portando celulares nos presídios, desde que com o conhecimento das autoridades e para a utilização dos equipamentos como apoio ao exercício profissional.

Leia também:

> “Percebo interesse de professores, mas também muitos empecilhos”, diz pesquisadora em gameficação

> Águas de Joinville estuda contratação por desempenho para reduzir perdas

Colunistas