Imagine a surpresa ao descobrir que o método contraceptivo que você escolheu para evitar uma gravidez indesejada pode falhar. Estamos falando do DIU, um método elogiado por sua eficácia, mas sobre o qual pairam algumas dúvidas para quem usa. Afinal, quais são as reais chances de engravidar com o DIU?

Continua depois da publicidade

Para ficar atento à proteção contra a gravidez, é vital compreender não apenas como o DIU funciona, mas também como diferentes tipos podem influenciar na eficiência. 

A seguir, vamos desmistificar os boatos sobre bebês posando para fotos segurando esse dispositivo e se essas imagens têm algum fundamento. Vamos lá.

Siga as notícias do Hora no Google Notícias

Continua depois da publicidade

O que é o DIU e quais seus tipos?

O DIU, sigla de Dispositivo Intrauterino, é um dos métodos contraceptivos mais indicados e utilizados pelas mulheres. Ele é colocado dentro do útero e consegue evitar a fecundação dos óvulos quando entra em contato com espermatozoides.

Existem dois modelos mais comuns de DIU:

DIU de Cobre

Esse modelo de DIU é no formato de “T” e é um plástico revestido com cobre. Ao ser inserido dentro do útero, o dispositivo libera íons de cobre que dificultam a atuação do espermatozoide na fecundação.

Os pontos negativos do DIU de cobre são uma duração mais longa dos ciclos menstruais e sintomas mais intensos de cólicas, além de cheios fortes na região íntima.

Continua depois da publicidade

DIU Hormonal

O DIU hormonal possui um formato muito parecido com o de cobre, porém, em sua composição temos o hormônio levonorgestrel. Essa substância começa a ser liberada dentro do organismo, deixando o muco cervical mais grosso e a parede uterina mais fina, dificultando o processo de fertilização na região.

Os efeitos colaterais do DIU hormonal são diferentes, incluindo alteração no humor e na libido, dor na região das mamas e ausência de menstruação.

Continua depois da publicidade

Quais as chances de uma mulher engravidar com DIU?

Não existe método contraceptivo 100% eficaz. Sempre haverá uma pequena chance de falha. A porcentagem para uma mulher engravidar com o DIU é muito baixa, variando de 0,2 a 0,8%, segundo a Universidade de Princeton, nos Estados Unidos.

Por isso, gravidez com o DIU é uma ocorrência muito improvável e rara de ocorrer, sendo bem difícil de viabilizar uma gestação. Mas claro, qualquer sintomas ou sinais que apresentem uma possível gravidez, é necessário procurar um médico.

Caso o DIU esteja mal posicionado, as chances de gravidez aumentam, já que seu funcionamento está comprometido.

Continua depois da publicidade

O que fazer quando uma mulher engravida com o DIU?

Caso ocorra o raro caso da mulher engravidar mesmo com o DIU, a primeira coisa a se fazer é procurar ajuda e fazer a remoção do dispositivo, já que o mesmo pode causar infecções tanto no bebê, como na gestante. Porém, somente a equipe médica ginecologista ou obstreta poderá confirmar esse diagnóstico.

Mas e os bebês segurando um DIU? São reais?

Na internet, é muito fácil encontrar fotos, vídeos e relatos de bebês que nasceram segurando um DIU na mão, mas elas estão longe de serem reais.

Quando o feto está em desenvolvimento, ele é isolado do restante do útero para ficar protegido dentro da bolsa amniótica. Com isso, o DIU, em nenhum momento, consegue ter acesso direto ao bebê. É por isso que em geral especialistas citam que é uma situação rara e com baixa probabilidade.

Continua depois da publicidade

Leia também

Sinais que indicam que a gestante está começando o trabalho de parto

Entenda por que beber água em excesso faz mal à saúde

Destaques do NSC Total