O 13º salário é um pagamento concedido aos empregados ou a funcionários de empresas em diversos países pelo mundo como Portugal, México, Argentina, Uruguai, Espanha e Itália. Quando o contexto brasileiro é analisado, sempre surge aquela dúvida: será que receberei o 13º salário? Quando ele cai? Posso receber todo o valor ou precisa ser parcelado? Acompanhe aqui as respostas para essas dúvidas e entenda o tema.

Continua depois da publicidade

Siga as notícias do Hora no Google Notícias

No Brasil, o benefício foi instituído durante o governo de João Goulart, através da Lei 4.090, de 13 de julho de 1962, e tem como beneficiários empregados com carteira assinada, aposentados, pensionistas e servidores, segundo informações do Tribunal Superior do Trabalho (TST).

Geralmente, o pagamento é realizado em duas parcelas: a primeira, entre fevereiro e novembro, sendo que esse primeiro pagamento contempla 50% do salário bruto, sem descontos. Já a segunda parcela, deve cair até o dia 20 de dezembro, com descontos do INSS e imposto de renda.

Saiba mais sobre 13º salário no Brasil na galeria de imagens

Continua depois da publicidade

Quem tem direito ao 13º salário?

Os trabalhadores que atuam dentro do regime da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT), que tenha desempenhado suas funções por um período de 15 dias ou mais ao longo do ano e que não tenha sido dispensado por motivo justificado (justa causa), aposentados, pensionistas, trabalhadores rurais, trabalhadores avulsos e trabalhadores domésticos.

Como são feitos os pagamentos do 13º salário?

Os pagamentos do décimo terceiro salário podem variar de acordo com a legislação e as políticas específicas de cada país. No Brasil, por exemplo, o décimo terceiro salário é geralmente pago em duas parcelas:

  1. A primeira parcela deve ser paga até o final de novembro e corresponde a 50% do valor do décimo terceiro.
  2. A segunda parcela deve ser paga até o final de dezembro e corresponde aos 50% restantes do décimo terceiro.

É importante observar que as datas exatas de pagamento podem variar, e algumas empresas podem optar por pagar o décimo terceiro salário em uma única parcela, geralmente até o final de dezembro.

Continua depois da publicidade

Como é feito o cálculo?

O valor integral do décimo terceiro apenas é recebido por quem trabalha há pelo menos um ano na empresa.

O cálculo é feito através da divisão da remuneração integral por 12 e a multiplicação do resultado pelo número de meses trabalhados. Outras parcelas de natureza salarial, como horas extras, adicionais (noturno, de insalubridade e de periculosidade) e comissões também entram nesse cálculo, segundo dados do TST.

Leia também

Os 10 “polêmicos” piores pratos brasileiros, segundo site internacional

Destaques do NSC Total