nsc
    santa

    Saúde

    Agendamentos para nova fase da vacinação contra gripe serão liberados nesta quinta em Blumenau

    Confira quais grupos podem marcar horários a partir de agora

    15/04/2020 - 20h28 - Atualizada em: 16/04/2020 - 07h56

    Compartilhe

    Bianca
    Por Bianca Bertoli
    Blumenau recebeu cerca de 10 mil doses de vacina nesta semana
    Blumenau recebeu cerca de 10 mil doses de vacina nesta semana
    (Foto: )

    A segunda fase da Campanha Nacional de Vacinação contra a gripe (H1N1) começa nesta quinta-feira (16). Conforme a Secretaria de Saúde de Blumenau, os novos grupos contemplados poderão agendar os primeiros horários a partir desta quinta.

    A cidade recebeu cerca de 10 mil doses de vacina do Ministério da Saúde no começo desta semana. Com as quantidades chegando a conta-gotas, o município adotou a marcação de horários para controlar o estoque e evitar aglomerações nas unidades de saúde por causa do novo coronavírus.

    Até o momento, quase 31 mil pessoas foram imunizadas pela prefeitura. A meta era chegar a 30,5 mil idosos neste primeiro mês de campanha, que terminou nesta quarta-feira (15).

    A partir de agora, além dos idosos e profissionais da saúde (cerca de 40 mil pessoas), profissionais das forças de segurança e salvamento, portadores de doenças crônicas não transmissíveis, funcionários do sistema prisional, adolescentes e jovens de 12 a 21 anos sob medidas socioeducativas, população privada de liberdade, além dos caminhoneiros, motoristas de transporte coletivo e portuários fazem parte da segunda fase da campanha.

    O objetivo é imunizar 90% de pouco mais de 125 mil pessoas, o que contempla todos os grupos. A inclusão de motoristas do transporte coletivo, portadores de deficiência e caminhoneiros, por exemplo, não está computada neste total. Para atender a demanda, a cidade conta com 30 salas de vacina em Ambulatórios Gerais (Ags) e Estratégia Saúde da Família (ESFs).

    Conforme o secretário da pasta, Winnetou Krambeck, a equipe estuda uma maneira de organizar o agendamento. Ao que tudo indica o usuário deverá selecionar a qual grupo pertence e estar ciente da obrigação de apresentação de documento que comprove a situação.

    Como agendar

    Em um primeiro momento, apenas idosos poderão agendar um horário pelo Aplicativo Pronto Mobile. Os demais devem clicar neste link - mas ainda não foi informado o período do dia que o sistema será liberado - ou ligar para a unidade de saúde. São 100 pessoas por dia nos AGs e até 50 por dia em Unidades Estratégia Saúde da Família (ESFs).

    Caso a unidade de referência esteja sem horários, é permitido o agendamento em outro posto que ainda tenha disponibilidade.

    Documentos exigidos para vacinação

    Portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais:

    Prescrição médica especificando o motivo da indicação da vacina, prescrição médica que indique a doença crônica. Caso a pessoa não apresente nenhum comprovante, deve ser acessado o prontuário no Pronto para verificar se há algum registro que comprove a condição.

    População de Caminhoneiros

    Carteira de trabalho, contracheque com documento de identidade, carteira de sócio (a) dos sindicatos de transportes (categoria de motorista), carteira de habilitação (p/ motorista com categorias C ou E que conste no quadro observações: exerce atividade remunerada) ou crachá funcional.

    População de trabalhadores portuários

    Comprovante do registro no Órgão Gestor de Mão-de-Obra (OGMO), carteira de sócio(a) do sindicato da categoria, contracheque com documento de identidade, declarações dos serviços onde atuam, carteira de trabalho ou crachá funcional.

    População de Profissionais de Transporte Coletivo

    Carteira de trabalho, contracheque com documento de identidade, carteira de sócio (a) dos sindicatos de transportes - Sindicato dos Motoristas e Cobradores, carteira de habilitação (para motorista - categorias D ou E) ou crachá funcional.

    Campanha Nacional de Vacinação

    A partir de 9 de maio, Dia D de vacinação, serão contempladas as crianças de seis meses a menores de seis anos (5 anos, 11 meses e 29 dias), pessoas com mais de 55 anos, gestantes, mães no pós-parto (até 45 dias após o nascimento do bebê), população indígena e portadores de condições especiais.

    Deixe seu comentário:

    Últimas notícias

    Loading... Todas de Saúde

    Colunistas