nsc
    dc

    Doenças

    Além do coronavírus: febre amarela e sarampo também preocupam em SC, diz secretário

    Encontro em Brasília reuniu Ministério da Saúde e secretários estaduais para debater planos de contingência

    06/02/2020 - 16h39 - Atualizada em: 06/02/2020 - 20h00

    Compartilhe

    Lucas
    Por Lucas Paraizo
    Reunião Brasília
    Em Brasília, Ministério da Saúde cobrou dos Estados plano de contingência para epidemias
    (Foto: )

    A epidemia de coronavírus na China e os riscos da chegada no Brasil foram o tema principal de um encontro em Brasília entre quarta e quinta-feira (5 e 6) envolvendo o Ministério da Saúde e secretários de Saúde de todos os Estados do Brasil e também capitais. Na reunião, o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, cobrou dos Estados a atualização de planos de contingência para o caso de confirmações do novo coronavírus no país.

    Santa Catarina foi representada no evento pelo secretário de Estado da Saúde, Helton Zeferino. Em entrevista ao NSC Total após a reunião nesta quinta-feira à tarde, ele destacou que o Ministério da Saúde assegurou aos Estados que está providenciando materiais de consumo como máscaras e equipamentos de enfermaria, além de garantir a locação de mil leitos de UTI.

    — Foram passadas as informações e as ações de prevenção, mas sem causar pânico. O vírus ainda não está circulando no Brasil, não temos casos confirmados. Trata-se de um vírus gripal a exemplo de outros que já tivemos e foram combatidos — avaliou Zeferino.

    O secretário de SC disse que o plano de contingência para possíveis epidemias está "praticamente finalizado" e será uma atualização do que já foi feito no Estado no caso do vírus H1N1.

    Além do coronavírus, Zeferino levou também para a pauta em Brasília a preocupação com outras doenças que estão circulando em Santa Catarina: a febre amarela e o sarampo. Doenças com casos confirmados na região e que possuem vacina para prevenção, mas mesmo assim estão com os números em alta.

    — Em Santa Catarina a febre amarela preocupa, temos casos confirmados, óbitos no ano passado, o vírus circulando. E preocupa também porque tem vacina, precisamos que as pessoas busquem. Caso também do sarampo, que o Ministério da Saúde nos informou que vai ampliar o público-alvo da campanha de vacinação — destacou o secretário de Saúde.

    O último balanço da Diretoria de Vigilância Epidemiológica de SC (Dive-SC), divulgado na semana passada, apontava que somente em 2020 Santa Catarina já tem 15 casos confirmados de sarampo, além de 37 suspeitas. No ano passado foram confirmados 285 casos da doença. Já em relação à febre amarela, Santa Catarina tem dois casos confirmados em humanos em 2020, além de 187 macacos mortos somente em janeiro.

    Deixe seu comentário:

    Últimas notícias

    Loading... Todas de Saúde

    Colunistas