nsc
    nsc

    Lux Models

    Além da aparência: o que é preciso ter para alcançar o sucesso na carreira de modelo

    Determinação, resistência emocional e flexibilidade são algumas das características essenciais para ter sucesso na profissão 

    04/08/2020 - 10h22 - Atualizada em: 04/08/2020 - 10h23

    Compartilhe

    Estúdio
    Por Estúdio NSC
    Além do físico: carreira de modelo exige habilidades e treinamento
    (Foto: )

    Já faz tempo que a ideia de que para trabalhar como modelo basta ter um corpo magro, um rosto bonito e saber fazer carão para uma câmera, deixou de ser realidade. Hoje, ser modelo é uma profissão que, como todas as outras, demanda preparo e treinamento, além de exigir algumas habilidades para quem quer se destacar na multidão.

    Há alguns anos, a modelo mais famosa do Brasil (e talvez do mundo) deixou bem clara a sua opinião sobre o que fez dela a mais bem paga e reconhecida do seu ramo de trabalho: dedicação extrema, personalidade, profissionalismo e comprometimento. A entrevista de Gisele Bündchen viralizou na internet justamente por ajudar a acabar com o estereótipo de que, para se dar bem na carreira, basta ter o visual certo.

    Ser modelo vai muito além. Segundo Marcos Camargo, Head de Marketing da Lux Models, para crescer na profissão e se destacar, é preciso preparo:

    — Essa é uma profissão que exige formação e conhecimentos. Quem quer trabalhar como modelo precisa saber como posar para a câmera, desfilar, se comunicar bem, demonstrar sua personalidade, perder a timidez e se soltar — explica.

    De acordo com o CEO da agência britânica de modelos Models 1, John Horner, um modelo em começo de carreira pode levar até três anos para estar pronto para fazer um trabalho de alto nível. Até chegar lá, é preciso disciplina, esforço, maturidade emocional e perseverança para conseguir se destacar nos castings, além de estar sempre buscando aprimoramento.

    Durante esse período, aprende-se a posar, a ter postura e a usar seus melhores ângulos a favor do produto que vai ser mostrado. Mas, também, trabalham-se habilidades pessoais e traços da personalidade como a confiança, a aceitação da rejeição e branding pessoal.

    — Voz, corpo e emoção. Essas são as habilidades essenciais que um modelo precisa dominar para interpretar a figura esperada em uma campanha publicitária ou desfile — complementa Marcos.

    Espaço para a diversidade

    Se nos anos 90 as passarelas e editoriais de moda eram lotados de modelos super altas e muito magras, que incentivavam a cultura da magreza extrema, hoje, a situação é muito diferente. Nos últimos anos, o mundo da moda passou a abrir espaço para a diversidade de perfis, aceitando e incentivando a presença de pessoas de diversos tamanhos, cores, origens.

    — A carreira de modelo transformou-se ao longo dos últimos anos. Antes, existia um mercado padronizado e elitista que dominava a moda e que exigiam modelos muito altas e magras. Existia um exército de meninas e meninos iguais usando roupas e produtos diferentes. Hoje, a tecnologia evoluiu e proporcionou mudanças nos padrões da moda. A diversidade já faz parte do mercado e as marcas exigem das produtoras e das agências de modelos castings diversificados. Hoje, existe mercado para todos os perfis —

    O resultado dessas mudanças foi um ambiente mais próximo da realidade. O intuito da maioria das grandes marcas de hoje é contratar pessoas que representem bem o consumidor real, permitindo que as pessoas possam se ver nos seus produtos e, assim, criar uma conexão mais real com o consumidor. Dessa forma, o mundo da moda abriu espaço para todos aqueles que consigam unir talento, autoconfiança e disposição para tentar ser cada vez melhor.

    Preparação para o sucesso

    Entendendo a importância de preparar quem quer atuar como modelo para o mercado de trabalho, as produtoras de talento vem ganhando espaço. Empresas como a Lux Models atuam com o objetivo de formar profissionais capazes de atuar em diversos segmentos da moda, publicidade e entretenimento.

    Por meio de encontros semanais, a Lux Models ensina tudo o que é preciso para se preparar para o mercado da moda. Cada encontro tem uma temática diferente, que aborda desde os meios nos quais uma modelo pode atuar, os tipos de modelo pedidos pelo mercado (essencial para que cada perfil saiba onde se encaixa no mundo da moda) e até práticas técnicas do trabalho relativas a postura, pose e afins.

    Modelo Lux Models | Rafaela Ghisi
    Modelo Lux Models | Rafaela Ghisi
    (Foto: )

    O intuito é preparar os modelos para que, ao chegarem em uma agência, estejam preparados para os jobs e aumentem as chances de contratação. Nesse contexto, vale lembrar que as agências não fazem preparação, apenas encontram os jobs certos para os modelos certos.

    — Nossas agências parceiras reforçam a diferença nítida entre um modelo que vem treinado pela Lux Models e um modelo que bate na porta sem preparação — conta Marcos.

    A Lux está há seis anos no mercado e semestralmente promove o evento “Conexão Sul” em Porto Alegre e Florianópolis, onde lança os modelos que são preparados pela empresa para o mercado. Os modelos que passam pelo treinamento então desfilam para representantes de diversas agências do Brasil, que selecionam os melhores para fazerem parte do casting.

    Para saber mais, acesse o site da Lux Models.

    Deixe seu comentário:

    Últimas notícias

    Loading... Todas de Especiais Publicitários

    Colunistas