nsc
dc

Conflito

Após confronto com populares, dois militares venezuelanos fogem para Brasil 

Esta é a primeira vez que militares da ativa fogem para o Brasil neste ponto da fronteira nos últimos meses 

24/02/2019 - 12h44

Compartilhe

Por GaúchaZH
(Foto: )

* Por Matheus Schuch

Horas após o confronto entre populares e o Exército de Nicolás Maduro, na fronteira entre Brasil e Venezuela, dois militares fugiram em direção a Pacaraima. Eles chegaram entre 20h e 21h (horário local) na base militar brasileira. Utilizando uniforme, afirmaram que são sargentos do Exército e que participaram ontem da repressão aos protestos.

Os venezuelanos estão passando pelo processo de acolhida e identificação na base. Depois, poderão registrar oficialmente o pedido de refúgio. É a primeira vez que militares da ativa fogem para o Brasil neste ponto da fronteira nos últimos meses, segundo informaram militares brasileiros.

— Eles chegaram uniformizados, garantiram que estavam na manifestação. Traziam armamentos não letais, como bombas de gás — afirmou o coordenador-adjunto da Operação Acolhida, coronel Georges Kanaan.

O coronel afirmou que os militares terão "o mesmo tratamento que qualquer outro refugiado". Isso inclui o processo de identificação, atendimento médico, alimentação e, se houver vagas, acomodação em dormitórios.

Colunistas