nsc

publicidade

Infraestrutura

Após impasse, prefeitura avalia reforma de terminal lacustre em Florianópolis

Compromisso foi feito em reunião nesta quarta-feira (14)

14/08/2019 - 18h01 - Atualizada em: 14/08/2019 - 18h15

Compartilhe

Por Mateus Boaventura
O embarque e desembarque de passageiros continua a ser feito no deck ao lado da edificação sob um toldo
O embarque e desembarque de passageiros continua a ser feito no deck ao lado da edificação sob um toldo
(Foto: )

Em reunião nesta quarta-feira (14), a Prefeitura de Florianópolis acertou com a Cooperbarco que vai doar madeira para que a cooperativa construa uma guarita provisória para venda das passagens de barco à Costa da Lagoa. O material será entregue na manhã desta quinta-feira (15). Esta guarita será colocada sobre o trapiche de madeira próximo à ponte da Lagoa da Conceição onde hoje ficam encostadas as embarcações enquanto não são usadas.

Já a estrutura de alvenaria com pilares de concreto de embarque e desembarque que tinha guarita permanente para venda de bilhetes e dois banheiros para uso público interditada pela Defesa Civil por falta de segurança, vai passar por uma avaliação mais aprofundada pela Secretaria de Infraestrutura nos próximos dias. A ideia é a de que ela seja recuperada. O executivo alega que a Cooperbarco é responsável pela reforma, e a permissionária alega que é a prefeitura.

Diante do impasse, mas sem dar prazos, a prefeitura também divulgou que está trabalhando em conjunto para trazer uma solução definitiva ao local, que é usado por cerca de 600 pessoas por dia. Fora da temporada o transporte é feito da Lagoa da Conceição à Costa da Lagoa. No verão, também são oferecidas viagens à Barra da Lagoa.

Deixe seu comentário:

publicidade