nsc

publicidade

Rodovias

Área de escape da BR-376, que liga SC ao Paraná, é liberada

O km 667, que fica a cerca de um quilômetro da "Curva da Santa", registra constantemente acidentes com caminhões neste trecho

14/11/2019 - 17h32 - Atualizada em: 14/11/2019 - 17h52

Compartilhe

Cláudia
Por Cláudia Morriesen
foto mostra área de escape
(Foto: )

A BR-376/PR, rodovia que integra o principal corredor rodoviário do Sul do Brasil, interligando Paraná a Santa Catarina, passa a contar com uma nova Área de Escape. Ela foi construída na altura do km 667,3 em Guaratuba (PR), local onde constantemente há acidentes envolvendo caminhões. A estrutura foi liberada nesta quinta-feira, 14, e servirá como mais um recurso de emergência para motoristas de veículos que apresentem problemas nos freios na descida da Serra.

A nova Área de Escape foi construída na margem esquerda da pista sul, para facilitar o acesso de veículos com excesso de velocidade. A estrutura tem faixa de aproximação de 500 metros para entrada, com sinalização horizontal indicativa quadriculada, caixa de cinasita com 1,1 metro de profundidade e 150 metros de extensão, além de duas faixas laterais pavimentadas para operação e transbordo dos veículos.

A Serra do Mar da BR-376 possui 19 km de extensão (km 660 ao km 679) e a queda de altitude é de aproximadamente 710 metros entre o início e término da Serra, o que requer perícia dos condutores no uso de freio motor, além de manutenção do veículo em dia. A situação se torna ainda mais delicada diante da grande movimentação de veículos pesados por dia na pista de descida: são cerca de 7 mil veículos pesados diariamente.

As áreas de escape são construídas nas margens das rodovias – principalmente em trechos de descida da Serra – com objetivo de auxiliar a frenagem de veículos desgovernados.

A lógica é semelhante a aplicada em pistas de automobilismo (caixa de brita) e faz com que o veículo reduza a velocidade a zero – minimizando ao máximo possíveis danos ao veículo e preservando a condição física dos condutores. A primeira Área de Escape da rodovia, construída em 2011 no km 671,7, já foi utilizada por 228 veículos pesados – o que demonstrou a eficiência e assertividade do dispositivo.

Recorde acidentes graves neste trecho nos últimos 12 meses:

foto mostra caminhão acidentado
Motorista perdeu o controle sobre o veículo e saiu da pista
(Foto: )

Em maio deste ano, o motorista de um caminhão morreu ao perder o controle e saltar do veículo. O acidente ocorreu exatamente no km 667 da BR-376.

Em dezembro de 2018, o motorista de um ônibus perdeu o controle do veículo e causou acidentes com outros 15 veículos. A série de batidas começou no quilômetro 667, quando o ônibus colidiu com um Renault Sandero, que acabou batendo em um Chevrolet Onix. Sem área de escape, o coletivo seguiu por mais um quilômetro até colidir na traseira de um Gol, levando às sucessivas batidas com outros carros.

Relembre em vídeo:

Em janeiro de 2019, um caminhão tombou e causou dez quilômetros de fila na rodovia que liga SC ao PR. Ele ocorreu depois de um acidente leve entre dois carros no km 660 que deixou o trânsito parado naquele trecho. A carreta, que levava uma carga com garrafas de vidro, não conseguiu parar, colidiu contra os veículos e tombou. Ninguém sofreu ferimentos graves, mas a rodovia levou sete horas para ser totalmente desinterditada.

Carga de vidro foi derrubada na pista quando a carreta tombou
Carga de vidro foi derrubada na pista quando a carreta tombou
(Foto: )

Os acidentes na rodovia também causam problemas ambientais. Em janeiro, um acidente envolvendo um caminhão carregado com produto químico contaminou o Rio São João, em Garuva (SC). O Rio São João já estava interditado pelo Ibama desde abril de 2018, quando outro acidente com vazamento de carga aconteceu no local.

O motorista que sofreu este acidente morreu no local. Ele teria tido problemas mecânicos na descida da serra, não conseguido fazer a curva e capotado fora da pista.

Deixe seu comentário:

publicidade