nsc
santa

Esperança

Árvore de tamarindo renasce na Itoupava Seca, em Blumenau

Tamarindeiro localizado próximo à Ponte do Tamarindo foi cortado em setembro de 2013

02/04/2014 - 07h35 - Atualizada em: 02/04/2014 - 08h35

Compartilhe

Por Redação NSC
Tamarindeiro volta a crescer na Itoupava Seca em Blumenau
Tamarindeiro volta a crescer na Itoupava Seca em Blumenau
(Foto: )

A árvore de tamarindo que foi cortada em 18 de setembro do ano passado por um ruído de comunicação entre a Fundação do Meio Ambiente (Faema) e a Secretaria de Serviços Urbanos voltou a brotar em Blumenau. O registro foi feito na manhã desta desta quarta-feira pelo fotógrafo do Santa Artur Moser.

O tronco do tamarindeiro centenário estava isolado desde o fim de setembro do ano passado. Na época, a Faema afirmou que a planta estava 90% morta e que não teria condições de se recuperar. O corte dela foi feito pois houve um equívoco na operacionalização da manutenção feita pela Secretaria de Serviços Urbanos, que foi solicitada pela Associação Catarinense de Preservação da Natureza (Acaprena) em 4 de junho do ano passado.

- Foi natural o crescimento do brotos. Do ponto de vista técnico, os brotos que foram suprimidos na parte superior se voltassem a brotar não teriam sustentação porque grande parte da árvore está podre. Como os novos nasceram próximos ao solo, eles terão sustentação e vão conseguir crescer - explica o presidente da Faema, Jean Carlos Naumann.

Segundo Naumann, as 150 sementes que foram coletadas quando a árvore foi cortada geraram três mudas que estão crescendo em um viveiro e poderão ser replantadas no local quando estiverem maiores. Uma cerca será colocada em torno do local e há expectativa de uma parceria público-privada para revitalização da praça onde fica localizada a árvore.

O tamarindeiro foi plantado pela filha do naturalista Fritz Muller, Thusnelda Paul, em 1890. Em 1998, ele precisou ser transplantado para o local atual por causa das obras da Via Expressa. Em abril do ano passado, depois de quase morrer por conta dos fungos, frutos surgiram nas ramificações do único galho verde da árvore.

Colunistas