nsc

    Alerta

    Aumento de casos de coronavírus em Biguaçu preocupa prefeito: "Não gostaria de fechar nenhum comércio"

    Em 14 dias de outubro os casos já ultrapassaram os números de setembro

    16/10/2020 - 12h18 - Atualizada em: 16/10/2020 - 12h41

    Compartilhe

    Jorge
    Por Jorge Jr.
    Casos estão aumentando em relação a setembro
    Casos estão aumentando em relação a setembro
    (Foto: )

    O aumento nos casos de coronavírus em Biguaçu tem preocupado o prefeito Ramon Wollinger. Segundo ele, em entrevista ao Notícia na Manhã desta sexta-feira, em setembro foram realizados 367 testes RT-PCR em moradores, mas só nos primeiros 14 dias de outubro o número chegou a 430, deixando em alerta a secretária de saúde.

    - O aumento tem sido exponencial, não só de Biguaçu mas como em toda a região da Grande Florianopolis. A gente atrela isso ao relaxamento das pessoas. Nesse período eleitoral os candidatos fazem caminhadas, beijos e abraços, e estão deixando a gente muito preocupado. A nossa equipe de saúde está reuniada diariamente em busca de conscientizar as pessoas. A gente não gostaria de fechar mais nenhum comércio, não gostaria de fazer mais nenhuma restrição severa, as pessoas precisam trabalhar, ter lazer, mas precisam ter cuidado e isso não está sendo feito, infelizmente - apontou Wollinger.

    Chegaram a ter dias de não ter nenhum atendimento, zero, mas agora o atendimento voltou a ser maior com pessoas com sintomas e isso nos preocupa muito

    Ramon Wollinger afirmou que pretende conversar com os outros representantes da Grande Florianópolis para tomar medidas que possam frear o crescimento dos casos.

    - A primeira providência que vou tomar é conversar com os demais prefeitos da Grande Florianópolis, passar essa preocupação que os casos estão aumentando na região toda e há essa situação. Restringir é uma coisa muito preocupante agora devido à questão econômica, mas a saúde e a vida em primeiro lugar. Se eu ver que o meu atendimento não está dando conta, eu vou ter que tomar uma providência. Já aumentamos o efetivo no centro de triagem, todos os postos do município fazem atendimento de casos respiratórios.

    Outro ponto abordado pelo prefeito foi sobre o retorno das aulas, autorizado nas áreas com o nível alto de acordo com o mapa de risco do coronavírus em SC.

    - Nós estávamos tentanos nos preparar para começar o início das aulas, mas com esse balde de água fria com o aumento de casos a gente até recuou nesse sentido. Desse jeito fica até complicado a gente abrir alguma coisa - explicou.

    No início de outubro o município desativou um centro de triagem e reduziu o horário de funcionamento do 0800 e do BiguáZap, que atendem a população, por conta da baixa procura de pacientes com sintomas de coronavírus.

    > Confira o mapa de evolução do coronavírus em SC

    A última morte registrada em Biguaçu foi em 29 de setembro, um homem de 68 anos. Até esta sexta-feira, 34 pessoas do município perderam a vida para a covid-19. Os casos desde o início da pandemia chegam a 2.316.

    Ouça a entrevista na íntegra

    Deixe seu comentário:

    Últimas notícias

    Loading... Todas de Saúde

    Colunistas